Campo

Foto: Divulgação

O Ruraltins – Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins, iniciou na segunda-feira, 18, em Divinópolis e Marianópolis, o “Diagnóstico do Plano de Negócios para o Desenvolvimento Regional Sustentável da Cadeia do Leite”. O trabalho está sendo realizado em parceria com a Fundação Banco do Brasil, Coopter e IBA (prestadoras de assistência técnica) e visa beneficiar cerca de 400 famílias.

Os objetivos centrais são gerar trabalho e renda; organizar negócios com soluções sustentáveis, inclusivas e participativas; adotar práticas que permitam um salto de qualidade nos indicadores de desenvolvimento social, econômico e ambiental; além de fortalecer a agricultura familiar, entre outras finalidades, segundo o analista da superintendência do Banco do Brasil, Luiz Inácio de Macedo.

O diagnóstico será feito através de visitas a sete assentamentos e a uma comunidade de agricultores tradicionais. A proposta é a de fazer um levantamento sobre a produção de leite na região, prevendo a instalação de tanques comunitários para o resfriamento da produção. “O número de tanques a serem instalados vai depender da demanda e das parcerias que serão construídas, segundo Macedo. A idéia é a de ter um local apropriado para armazenar o leite e aguardar o transporte para indústria”, disse o gerente de programa de ATER - Assessoria Técnica e Extensão Rural do Ruraltins Renato Buzolin.

Segundo Luiz Inácio de Macedo, a metodologia de trabalho prevê a elaboração de um amplo diagnóstico onde serão abordadas todas as fases da atividade produtiva, desde os fatores de produção até a comercialização, incluindo aspectos sociais e ambientais, com visão de cadeia de valor. “A intenção é a de propor medidas para sanar os problemas das comunidades, para isso serão construídas outras parcerias”, afirmou Macedo.

 

 Fonte: Secom

Por: Redação

Tags: Divinópolis, Marianópolis, campo