Polí­tica

Foto: Ascom TRE-TO

O Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO), em Sessão Plenária realizada na tarde de ontem, terça-feira, 17, decretou a perda do mandato eletivo de dois vereadores por infidelidade partidária.

Ambos os processos foram relatados pelo Juiz José Godinho filho, que julgou procedente as ações propostas pelo Ministério Público Eleitoral.

Nos dois processos o relator considerou que os vereadores não apresentaram justa causa para a troca de partido. Os parlamentares que perderam seus mandatos são Paulo Fernandes da Luz, de Campos Lindos e Aroldo de Sousa Brito, de Wanderlândia.

Os dois eram filiados ao Partido dos Trabalhadores antes de mudarem de legenda e serão substituídos por suplentes. Em Campos Lindos assumira Sadi de Araújo Abreu e em Wanderlândia, Dionísio Alves Vanderley.

Por: Redação

Tags: Infidelidade, Política, Vereador