Economia

A maior parcela da população das classes C e D sabe da crise financeira mundial e acredita que ela vá refletir na situação financeira do dia-a-dia. Por isso, muitas destas pessoas já fizeram um remanejamento de seu orçamento para encarar o novo cenário econômico.

As constatações fazem parte de pesquisa encomendada pela agência de publicidade 141 SoHo Square ao Ibope. De acordo com os dados, coletados de 400 pessoas das classes C e D, 69% delas têm noção da crise e crêem que ela vá interferir em sua vida financeira.

Outros 20% sabem da crise, mas acreditam que ela deve ter interferência apenas para as empresas. Ainda existem 6% que disseram não saber ou não opinaram sobre a questão e 5% que acreditam estar tudo bem.

Mudanças no orçamento

Questionados sobre o que já foi cortado, dentre os gastos pessoais, diante da nova situação econômica, 26% dos entrevistados disseram itens da cesta básica. Outros 24% cortaram aqueles relacionados ao lazer, de acordo com a tabela abaixo:

O que já foi cortado dentre os gastos pessoais?

Opção                                                                                          Respostas

Itens da cesta básica                                                                       26%

Lazer                                                                                               24%

Deixaram de pagar prestações                                                          20%

Vestuário                                                                                         19%

Alimentos especiais para festas                                                        12%

Nada                                                                                                 21%

Não sabem/não opinaram                                                                  7%

A pesquisa

O Ibope entrevistou 400 pessoas com renda até R$ 1,2 mil nos dias 7 e 8 de outubro. Foram ouvidos moradores das cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte, Salvador e Brasília, sendo que a margem de erro é de cinco pontos percentuais para cima ou para baixo.

 

Fonte: InfoMoney e 141 Soho Square/Ibope

Por: Redação

Tags: Classe média, Crise, Despesas, Economia, Orçamento