Polí­tica

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, aconselhou os prefeitos eleitos a acompanhar de perto as arrecadações de seus municípios. Mantega disse não acreditar que o Brasil entre em recessão por causa da crise financeira internacional, mas não descartou a possibilidade de haver queda na arrecadação do país.

“Essa queda é provável. Até o momento, não há nada indicando [a queda], provavelmente porque os reflexos ainda não estejam evidentes”, disse hoje (30) durante a reunião da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado. “O PIB poderá acumular uma queda de até 3%, mas isso apenas no decorrer de alguns anos”, completou.

Fase mais aguda da crise financeira internacional já passou

Durante depoimento na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Mantega disse que a fase mais aguda da crise financeira internacional já passou e que o quadro atual é mais ameno em relação a situação anterior.

De acordo com Mantega, um dos sintomas positivos do fim dessa fase mais aguda da crise é o aumento das operações interbancárias internacionais.O ministro também informou que atuação do Banco Central no câmbio poderá trazer dividendos para o BC já que comprou dólares a R$ 1,60 e atuou nos leilões de venda ao preço de R$ 2,10.

 

Umberto Salvador Coelho

Da redação com informações Agência Brasil

Por: Redação

Tags: FPM, Guido Mantega, Ministro, PIB, Política, Prefeitos