Economia

O governo federal trabalha para ampliar seus esforços para a modernização do modal ferroviário no país. Os investimentos na expansão das ferrovias continuarão merecendo prioridade e sofrerão um novo impulso, decorrente do avanço registrado nos projetos que tiveram seus estudos iniciados em meados deste ano. O Ministério dos Transportes concluiu o anteprojeto básico para a construção da Ferrovia da Integração Oeste-Leste, que liga Ilhéus (BA) a Figueirópolis (TO), e já licita a contratação dos estudos para a implantação do Corredor Bioceânico, ligando ferrovias em bitola estreita, do Sul e Sudeste do Brasil, a portos do Chile. Tais projetos, de grande importância para o segmento, estão incluídos entre as prioridades do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Outra aposta do governo federal é a implantação de grandes eixos ferroviários em bitola larga (com trilhos distantes 1,6 metro), como a Ferrovia Norte-Sul que corta o Brasil, do Norte ao Sudeste, ligando os portos dessas regiões e do Nordeste.

"Nós daremos prioridade ainda mais clara para as ferrovias" avisou a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, durante apresentação do quinto balanço do PAC.

A Norte-Sul serviu de exemplo desse novo momento da matriz de transportes. Os projetos em bitola larga serão interligados a esse eixo, como irá acontecer com a Oeste-Leste e a Nova Transnordestina. O ritmo de obras nos estados do Tocantins e de Goiás continua acelerado. Traduzindo tal ritmo em números, Dilma Rousseff comparou passado e presente. Segundo ela, 215 quilômetros dessa ferrovia foram construídos em 20 anos, entre Açailândia (MA) e Aguiarnópolis (TO), enquanto o governo atual tem implantado, em média, 71,4 quilômetros de trilhos por ano. A expectativa, comentou, é concluir os 1.003 quilômetros da Norte-Sul até o final de 2010.

O trecho de 53 quilômetros, entre Araguaína (TO) e Córrego Gavião (TO), foi concluído no final de agosto e outros 41 quilômetros serão entregues ainda neste mês. A expectativa do governo é de que a ligação até Palmas (TO) seja concluída até o fim de 2009. O edital de licitação da subconcessão do trecho entre a capital de Tocantins e Estrela DOeste (SP) deve ser publicado em janeiro de 2009.

 

Fonte: JB Online

Por: Redação

Tags: Economia, Ferrovia Norte-Sul, Investimentos