Meio Ambiente

Foto: Divulgação Celeus obrieni - picapau que imaginava-se extinto e encontrado no Tocantins Celeus obrieni - picapau que imaginava-se extinto e encontrado no Tocantins

Pesquisadores da Universidade Federal do Tocantins (UFT) descobriram uma espécie de pica-pau considerada extinta. De cabeça marrom-avermelhada e corpo amarelo claro, o pica-pau do Parnaíba não era visto há mais de 80 anos, e foi redescoberto na Área de Proteção da Ilha do Bananal.

Depois de descoberta, em 1926, a espécie nunca mais havia sido encontrada. Agora, uma fêmea foi capturada por acaso no nordeste do Tocantins, e novos registros sobre a existência da ave foram feitos em pelo menos sete municípios de diferentes regiões do estado.

“Os cerrados com bambu são os ambientes preferenciais deles. Como esse tipo de vegetação se encontra extremamente escassa na natureza, faz com que seja um ambiente difícil de ser encontrado. Por ser difícil de ser encontrado, tem que ser protegido”, explica Renato Torres, biólogo da UFT.

A previsão dos pesquisadores é daqui a dois anos saber exatamente onde e como vive a espécie celeus obrieni, como é chamada cientificamente. Com essas informações, os biólogos querem tentar retirar o animal da lista dos ameaçados de extinção.

 

Da redação com informações G1