Polí­tica

O 1º secretário da Câmara Municipal, vereador José Damaso (PDT), em pronunciamento nesta quinta-feira, 5, em plenário, repudiou a ações dos fiscais da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação - SEDUH que, na última terça-feira, retiraram os ambulantes que trabalhavam na Avenida Tocantins, perto de um supermercado.

Houve truculência dos fiscais, contou Damaso, afirmando que alguns ambulantes chegaram a ser ofendidos e humilhados. Lembrou que a maioria é formada por pessoas de mais de 50 anos, que não conseguem emprego no mercado formal e que, em busca de uma renda, se tornam ambulantes. "O Poder Público tem o dever de fiscalizar, mas não de ofender os mais humildes", disse Damaso.

Em aparte, o vereador Alberto Guimarães "Gordo" (PT) concordou com Damaso e disse ter vários exemplos dos grandes usando e abusando, enquanto os pequenos sofrem pressões. Citou, como exemplo, as revendas de carros da LO-03 (perto do Caçulinha) que usam toda a calçada e não sofrem nenhuma ação do Poder Público.

Diante da colocação de Gordo, Damaso lembrou que há uma empresa se instalando em Palmas e, no projeto, precisou incluir diversos banheiros públicos por metro quadrado. Ao mesmo tempo, nenhum banco é obrigado a disponibilizar banheiros nas agências para os clientes. O vereador Orion Milhomem (PMDB), também concordando com Damaso, lembrou que os bancos são os que mais ganham dinheiro neste país.

Obama

A eleição de Barack Hussein Obama como presidente dos Estados Unidos foi comemorada pelo presidente da Câmara Municipal, Carlos Braga (PMDB). "O mundo mudou com a vitória de Obama", afirmou. Braga citou Martin Luther King e sua famosa frase – "I have a dream" (Eu tenho um sonho) – e o Reverendo Jesse Jackson que tentou, duas vezes, ser presidente dos Estados Unidos. "Tenho certeza de que foi uma vitória da democracia e da igualdade".

 

Fonte: Dircom/CM Palmas

Por: Redação

Tags: Ambulantes, Câmara de Palmas, Fiscais, Política