Meio Ambiente

Mais de 900 mudas de árvores serão plantadas nesta terça-feira, 18, em área de preservação ambiental no setor Santa Bárbara. A ação, que será iniciada às 8h30, é resultado de uma parceria entre a Prefeitura de Palmas, Polícia Federal, Investco, Sebrae e Instituto Ecológica e faz parte das atividades do programa habitacional Fazendo Acontecer o Santa Bárbara, realizado pela Prefeitura por meio do Habitar Brasil BID.

O objetivo do plantio de árvores é proporcionar a recuperação de área de preservação ambiental de mais de 12 mil metros quadrados, localizada no setor Santa Bárbara, onde existe uma nascente de água.

Na ocasião também será lançado o projeto de compensação de carbono da Polícia Federal no Tocantins, que tem a finalidade de compensar, por meio do plantio de árvores, a quantidade de gás carbônico emitido no meio ambiente através das ações da PF na região.

Espécies

Entre as espécies nativas a serem plantadas na recuperação ambiental estão Tamboril (Enterolobium contotisiliquum), Copaíba (Copaifera langsdorffii), Barú (Dipterix alata), Genipapo (Genipa Americana), Ipê (Tabebuia SP), Amargoso (Brosimum rubescens Taub.), Açaí (Euterpe oleracea), Caju (Anarcadium occidentale), Fava de Bolota (Parkia Platycephara Benth), Ingá (Ingá Luschnatiana), Paineira (Chorisia Speciosa), Tingui (Magonia pubescens A. St.-Hil.), Tamarindo (Tamarindus indica), Pau-brasil (Caesalpinia echinata Lam.), Xixá (Sterculia chicha), Mangaba (Hancornia speciosa).

Recuperação Ambiental

A Prefeitura Municipal de Palmas, por meio da Secretaria Municipal de Habitação e Desenvolvimento Urbano e Habitação, tem ações contínuas de preservação e conservação ambiental realizadas junto aos beneficiários dos programas habitacionais.

Por meio da ESA – Educação Sanitária e Ambiental são realizadas palestras de educação ambiental relativas à preservação do meio ambiente e coleta seletiva do lixo, além de ações pontuais como os "mutirões de caça ao lixo". Além destas ações, a Prefeitura, através do programa Cidade Solidária, realiza a requalificação de áreas verdes ocupadas irregularmente.

O Cidade Solidária está beneficiando diretamente 600 famílias com uma moradia digna e, indiretamente toda a população de Palmas, uma vez que estas famílias ocupavam irregularmente áreas verdes, que agora estão sendo recuperadas, por meio de limpeza, entupimento de fossas e cisternas e plantio de árvores, e devolvidas à população da Capital.

 

Fonte: Ascop