Cultura

Foto: Adilvan Nogueira/FCT

Cerca de 20 estudantes do Centro de Ensino Médio de Palmas, escritores e membros da Academia Tocantinense de Letras, Academia Palmense e Acalanto de Araguaína prestigiaram na manhã de terça-feira, 18, a primeira edição do projeto Rodas Machadianas de Leitura, desenvolvido pela Academia Tocantinense de Letras-ATL em parceria com a Fundação Cultural do Tocantins.

A ação visa estimular a leitura e promover o nome e obra de Machado de Assis no ano em que se completam 100 anos de sua morte, ressaltando a importância do escritor no cenário da literatura brasileira. O projeto integra a Academia Tocantinense de Letras, Academia Gurupiense de Letras, Academia Palmense de Letras e Academia de Letras de Araguaína e Região Norte do Tocantins.

Em Palmas, os trabalhos foram feitos sob responsabilidade do leitor-guia Dídimo Heleno Póvoa Aires, acadêmico da APL, que leu e debateu com os presentes o conto D. Benedita — Um retrato da obra Papéis Avulsos, de Machado de Assis. Cada aluno participante recebeu, para acompanhamento, um exemplar do livro.

Prestigiaram a Roda de Leitura, o presidente da Fundação Cultural do Estado, Júlio César Machado, o presidente da Academia Tocantinense de Letras, Eduardo Almeida da Silva; a acadêmica Mary Sônia Matos Valadares; o gerente de Literatura e vice-presidente da Academia Palmense de Letras, Osmar Casagrande e a diretora de Patrimônio da Fundação Cultural do Tocantins, Christianne Seabra Rezende; o escritor e presidente do Conselho de Cultura de Paraíso, Dourival Santiago; os escritores Célio Pedreira, Jéssica Bison, Gilson Cavalcante e JJ Leandro e demais acadêmicos.

Segundo o presidente Júlio César Machado, as Rodas Machadianas realizadas em 2008- quando se completam cem anos do passamento do grande escritor, Machado de Assis, o mais importante escritor brasileiro- é uma iniciativa ousada de integrar acadêmicos e comunidade com a prática da leitura orientada e dinâmica. "Hoje é um dia especial para a literatura no Tocantins, onde academias e literatos unem-se à população para viver as diversas dimensões dos textos, das estórias, da vida, enfim, que constrói a própria história", ressaltou.

O projeto Rodas Machadianas de Leitura é realizado nos municípios de Araguaína, Gurupi, Porto Nacional e Palmas, sob reponsabilidade das academias de letras, sendo em Araguaína, a ACALANTO; em Gurupi, a AGL; em Palmas, a APL e em Porto Nacional, os trabalhos ficarão sob responsabilidade geral da ATL. Cada uma das cidades desenvolverá oito rodas de leitura até o dia 05 de dezembro.

Fonte: Fundação Cultural