Palmas

Foto: Divulgação
  • Samuel Bonilha - Secretário Municipal de Saúde - Palmas (TO)

A Campanha de Vacinação Anti-rábica, realizada no último sábado, dia 29, em Palmas, imunizou em toda a área urbana da capital, 12.679 cães, o que representa 80,52%.  "Como o índice preconizado pelo Ministério da Saúde é de 80%, para a vacinação animal, atingimos a meta, sem mesmo considerar a população canina da zona rural que continua sendo vacinada até meados do mês de dezembro", informou o Secretário Municipal de Saúde, Samuel Braga Bonilha.

Na população de felinos, o índice de imunização alcançado foi de 2.063 gatos, o que representa 63.94%, só na zona urbana: "falta ainda somar os animais da zona rural, o que só poderá ser feito após o término da vacinação na área rural", afirmou Bonilha.

De acordo com o secretário, o mês de novembro é atípico para a vacinação animal, "todos estão acostumados com o mês de agosto e neste ano, o Ministério da Saúde acabou protelando a data e por isso, as pessoas que, por algum motivo, não levaram os seus animais nos postos de campanha, podem vaciná-los, no CCZ, Centro de Controle Zoonoses, da Secretária Municipal de Saúde, das 8 às 18 horas", assegurou Bonilha. - O CCZ fica no Km 01 da TO 080, saída para Paraíso.

A Raiva é uma doença contagiosa, que se transmite pelo contato com a saliva do animal infectado, e de caráter agudo, ou seja, quando os sintomas aparecem são de grande intensidade. A Raiva mata e é causada por um vírus (Rhabdovirus) que atinge de maneira letal o sistema nervoso do indivíduo contaminado. Caracteriza-se por perturbações nervosas de origem cerebral e medular, com excitação, depressão, paralisia e finalmente a morte do animal. A Raiva Canina é uma das principais e mais conhecidas zoonoses que se transmitem entre animais e o homem. Por suas conseqüências sérias e por seu caráter incurável, sempre preocupou criadores e pesquisadores do assunto.

Fonte: Assessoria de Imprensa Semus

Por: Redação

Tags: Cães, Palmas, Raiva, Semus, Vacinação