Polí­tica

Sob a coordenação do secretário de Governo, Manoel Bueno, a coligação Aliança da Vitória em Guaraí criou o Conselho Político, no último domingo, dia 14, com vistas a iniciar uma ação política mais ostensiva, cujas reuniões vão acontecer, a partir de agora, ordinariamente todo final de mês. A reunião que definiu pela criação do conselho contou com a participação do deputado federal João Oliveira, presidente regional do DEM, do candidato a prefeito na eleição de outubro Genésio Ferneda, além dos presidentes dos diretórios municipais do PMDB, PPS e PDT.

“A partir de agora, vamos discutir todas as ações políticas que forem desenvolvidas em Guaraí, já preparando o campo para as eleições de 2010 e de 2012”, adiantou Bueno, para quem a base aliada no município fechou questão também sobre a eleição da nova Mesa Diretora da Câmara Municipal.

Embora a Aliança da Vitória tenha perdido a prefeitura, o grupo de oposição ao prefeito reeleito, Padre Milton (PT), conseguiu eleger seis das nove vagas. Na reunião, segundo o secretário, foi selado um compromisso entre eles no sentido de manter a unidade para eleger o próximo presidente da Câmara de Vereadores. “Não tem como ter um resultado adverso”, observou Bueno, acrescentando que o acordo visa também à defesa da Aliança da Vitória.

No entanto, o secretário ressalva que a idéia não é fazer uma oposição sistemática e irresponsável contra o prefeito reeleito, mas ter uma nova Mesa Diretora que tenha o “controle nas mãos, para realizar um bom trabalho e fiscalizar com cuidado e zelo as ações do Executivo e defender os interesses da comunidade”.

O bloco de oposição ao prefeito na próxima legislatura decidiu fazer uma eleição interna entre eles, já que tem maioria absoluta e condições para isso, para escolher o nome do grupo que vai disputar, com chances de sucesso, a presidência do legislativo municipal. A decisão recaiu entre os dois veteranos na Casa (reeleitos): Antônio Martins (DEM), e Clóves Ferreira (PMDB). Até a próxima semana, Bueno acredita que um dos dois será definido como candidato a presidente.

Bueno lembra que Guaraí já teve três deputados estaduais eleitos e agora não tem nenhuma representação na Assembléia Legislativa. É com base nesse quadro e pensando em 2010, principalmente, que o Conselho Político começa a se articular.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Segov