Estado

Foto: Márcio Vieira

O governador Marcelo Miranda acompanhou, nesta quinta-feira, 29, o Encontro de Presidentes no Fórum Social Mundial, que acontece em Belém (PA) até este domingo, 1° de fevereiro. A reunião ocorreu no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia com os presidentes do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva; da Venezuela, Hugo Chavez; da Bolívia, Evo Morales; do Equador, Rafael Correa; e o presidente do Paraguai, Fernando Lugo. O governador foi apresentado aos chefes de Estado pelo presidente Lula numa sala reservada antes dos pronunciamentos.

Marcelo Miranda ouviu os discursos e destacou o fato de o Fórum estar sendo realizado pela primeira vez na Amazônia. “Toda esta atenção do mundo sobre a Amazônia pode nos favorecer e nos ajudar a resolver os nossos problemas”, comentou. O governador disse que o Tocantins participa do evento com a credencial de Estado que mais reduziu a pobreza na região Norte do país. “Temos experiências positivas na área social e ambiental. Estamos aqui para aprender, mas também temos o que ensinar”, lembrou, citando o trabalho do Tocantins junto aos quilombolas, extrativistas, comunidades indígenas, além do aumento da produção com redução do desmatamento e aproveitamento dos recursos hídricos com baixo impacto ambiental.

Em conversas com outros governadores, entre eles, Ana Júlia, do Pará; Jackson Lago, do Maranhão; e Jacques Wagner, da Bahia, Marcelo Miranda citou a preocupação do presidente Lula em reduzir as desigualdades sociais no Brasil, priorizando o Norte e o Nordeste. “O encontro em Brasília no dia anterior, e este encontro aqui em Belém, mostram que o social definitivamente está no topo das prioridades dos governos”, observou o governador.

Sobre o discurso do presidente Lula, que conclamou os países da América Latina a produzir e investir como forma de combater a atual crise econômica, Marcelo disse que é exatamente isso que o Tocantins está fazendo. “Na semana que vem vamos estar inaugurando uma hidrelétrica (a de São Salvador, no dia 5 de fevereiro) com a presença do presidente. É a nossa resposta a esta crise, que se enfrenta com trabalho”, concluiu o governador,enfocando a temática principal do Fórum, a crise econômica mundial.

FSM 2009

O Fórum Social Mundial em Belém reúne representantes de mais de 180 países, incluindo povos indígenas, lideranças sindicais e da juventude. O Tocantins está representado no evento por uma comitiva de cerca de 150 pessoas, entre representantes da sociedade organizada, trabalhadores e indígenas.

O FSM começou a ser realizado em 2001 para contrapor o Fórum Econômico Mundial, que todos os anos acontece simultaneamente em Davos, na Suíça. Em Belém, os participantes discutem os problemas sociais e apontam alternativas de Gestão Pública, Oportunidades de Cooperação, Meio Ambiente e Articulação Territorial. Esse temas estão sendo debatidos em eventos que acontecem na UFRA – Universidade Federal Rural da Amazônia e na UFPA – Universidade Federal do Pará.

As três primeiras edições do FSM, bem como a quinta edição, aconteceram em Porto Alegre (RS), em 2001, 2002, 2003 e 2005. Em 2004, o evento mundial foi realizado pela primeira vez fora do Brasil, na Índia. Em 2006, sempre em expansão, o FSM aconteceu de maneira descentralizada em países de três continentes: Mali (África), Paquistão (Ásia) e Venezuela (Américas). Em 2007, voltou a acontecer de maneira central no Quênia.

Fonte: Secom

Por: Redação

Tags: Estado, Fórum Mundial, Marcelo Miranda