Polí­tica

Foto: Ises Oliveira
  • Foto - Umberto Salvador Coelho
  • Senadora Kátia Abreu e prefeito Raul Filho conversaram durante toda a solenidade
  • Foto - USC
  • Deputado Pedro Lima discursa -  Foto - USC
  • Foto - USC

Com mais de 1 hora de atraso foi realizada neste domingo, 1º de fevereiro, a sessão especial que deu posse à Mesa Diretora para o 2° biênio da 6ª Legislatura da Assembléia Tocantinense. A sessão estava prevista para começar às 15 horas só teve seu início por volta das 16h 15min. A nova direção irá presidir a Casa no período de 1o de fevereiro de 2009 a 31 de janeiro de 2011.

No início da solenidade, o presidente reeleito para o parlamento tocantinense, Carlos Gaguim (PMDB) solicitou que se fizesse um minuto de silêncio em homenagem à memória do secretário da Fazenda, Dorival Guedes Coelho, que faleceu em Goiânia na madrugada de ontem, sábado, sendo em seguida executado o Hino Nacional pela Banda da Polícia Militar do Estado.

Os primeiros discursos desta Legislatura foram feitos pelos deputados que foram empossados no dia 2 de janeiro de 2009, Toinho Andrade (DEM) e Pedro Lima (PR). Eles assumiram nas vagas deixadas pelos ex-deputados Valuar Barros e Fabion Gomes que foram eleitos prefeitos em Araguaína e Tocantinópolis.

Toinho Andrade fez questão de ressaltar sua lealdade ao governador Marcelo Miranda (PMDB), presente na solenidade. Ele disse que, assim como na passagem bíblica, Davi derrotou Golias, o governador derrotou um sistema retrógrado com 3 ações: valorização do ser humano, ações modernas e liberdade política, principalmente, segundo ele, ao deixar em 2008, seus aliados livres para apoiarem quem quisessem nos municípios.

Já o deputado Pedro Lima, que também é pastor evangélico, fez um discurso principalmente sobre sua origem, mas ressaltou para o governador que tem sob sua liderança mais de 1000 ministros evangélicos. Ao final do seu discurso o governador fez questão de cumprimentá-lo

Carlos Gaguim

Em sua fala o presidente Carlos Gaguim disse que no atual momento em que o mundo atravessa, de crise, o Tocantins poderá se mostrar “como uma revelação de desenvolvimento”. Falando com exclusividade ao Conexão Tocantins, Gaguim disse que entre as suas principais metas vai percorrer todo o Estado e fazer parcerias com os prefeitos, com o governo Estadual, com o presidente Lula e o prefeito da capital “ajudar, sentar, resolver as coisas com rapidez, precisamos de muita rapidez”, disse.

Sobre as recentes especulações de uma parte da imprensa que tem dito que Gaguim e o deputado federal Osvaldo Reis não são “pessoas bem vistas pelo Palácio Araguaia”, o presidente disse que “são algumas intrigas, eu mais o governador, o nosso clima é de amizade, todos os embates aqui foram embates de orçamento, o que já se passou, nós vamos trabalhar juntos com o governo, é meu amigo, é nosso irmão, nós vamos trabalhar juntos com o governador Marcelo Miranda”, arrematou.

Mesa Diretora

A nova Mesa Diretora continua com o comando do deputado Carlos Gaguim. Complementam a Mesa os deputados Júnior Coimbra (PMDB), primeiro-vice-presidente; Eduardo do Dertins (PPS), segundo-vice-presidente; Paulo Roberto (DEM), primeiro-secretário; Stalin Bucar (PSDB), segundo-secretário; Luana Ribeiro (PR), terceira-secretária e Manoel Queiroz (PT), quarto-secretário.

Autoridades

A posse contou com a presença do governador, Marcelo Miranda; vice-governador, Paulo Sidnei; prefeito de Palmas, Raul Filho (PT); vice-prefeita de Palmas, Edna Agnolin; presidente do Tribunal de Contas do Estado, Severiano Costa Andrade de Aguiar; procurador geral de justiça, Clenan Renaut de Melo; senadores João Ribeiro (PR) e Kátia Abreu (DEM); presidente da Associação Tocantinense de Municípios, Valtenis Lino; além de deputados federais, prefeitos, lideranças políticas e outras autoridades.

 

Umberto salvador Coelho