Polí­tica

Foto: Ises Oliveira Gaguim afirmou que vai fazer mais controle de custos Gaguim afirmou que vai fazer mais controle de custos

A presidente do Tribunal de Justiça, desembargadora Willamara Leila de Almeida, disse na manhã desta terça-feira, 03, no plenário da Assembleia Legislativa, que a reeleição do deputado Carlos Gaguim (PMDB) para a presidência da Assembleia Legislativa, ocorrida no dia 02 de julho de 2008 é prova que o primeiro mandato foi bom - Gaguim foi reeleito por unanimidade pelos 24 deputados, confira aqui.

Willamara compôs a mesa de honra ao lado de outras autoridades, ao participar da abertura da primeira sessão ordinária da 6ª Legislatura do parlamento tocantinense. Ela disse ser uma honra ir à Assembléia “eu me sinto muito bem aqui, como cidadã”, afirmou. Willamara ainda disse que é sua intenção aproximar o Tribunal de Justiça do cidadão e que para isto conta com a ajuda dos deputados.

Parlamento tocantinense é o de menor custo

Em seu pronunciamento, o presidente da Casa voltou afirmar a intenção de manter parceria com o governo do Estado, presidente Lula e todos os prefeitos tocantinenses.

Carlos Gaguim também afirmou que o parlamento tocantinense é um dos que menos custa para os cofres públicos, segundo dados do site Transparência Brasil. “Estamos fazendo a nossa parte e vamos fazer mais controle de custo”, disse.

O site mostra que o maior orçamento por legislador é o da Câmara Legislativa do Distrito Federal: equivale a R$ 9,8 milhões para cada um dos 24 deputados distritais, custo per capita de R$ 99,14 (o DF não tem Câmara de Vereadores). Enquanto o mais exíguo é o de Tocantins: pouco mais de R$ 2 milhões para cada um dos 24 deputados e custo per capita de R$ 36,17.

Os mesmos dados mostram que ao contrário do parlamento tocantinense, a Câmara de Vereadores mais cara do Brasil por habitante é a de Palmas (TO), que custa anualmente R$ 83,10 para cada morador da capital (os dados podem ser verificados aqui)

Revezamento de chefias

O presidente ainda disse que a Assembleia Legislativa está fazendo revezamento em todos os cargos de chefia “de seis em seis meses todas as chefias serão trocadas”, segundo o presidente a iniciativa é para que administração da Casa seja feita efetivamente pelo povo.

 

Umberto Salvador coelho