Polí­tica

Foto: Umberto Salvador Coelho Coimbra acusou veículos de comunicação de tentar desestabilizar o governo Coimbra acusou veículos de comunicação de tentar desestabilizar o governo

Alegando uma onda de ataques da imprensa contra o Governo do Estado, o vice-presidente da Assembléia, deputado Júnior Coimbra (PMDB), manifestou seu descontentamento com os meios de comunicação locais, especialmente com a Organização Jaime Câmara (OJC). O discurso foi proferido na sessão desta terça-feira, dia 10. “Estamos assistindo a uma tentativa para desestabilizar o governo. Não consigo entender o motivo de tanta ira”, protestou Coimbra.

O deputado alegou que o governador Marcelo Miranda (PMDB) faz uma administração eficiente, democrática e com ótimos índices de desenvolvimento. “Há um julgamento precipitado que desconsidera os processos que ainda estão em andamento. Assim não há interesse em divulgar, mas de denegrir a administração”, afirmou.

Discordando do colega parlamentar, o deputado Raimundo Moreira (PSDB) afirmou que o problema não é com a imprensa, mas com o “mau momento que o governo atravessa”. “O trabalho da imprensa é livre. Está informando apenas o que está acontecendo”, garante. Já o deputado Eli Borges (PMDB) assegurou que o governo é sério e dá exemplo de democracia. “O governo vem sendo incompreendido pela mídia”, afirma.

Ainda em relação aos veículos de comunicação, o deputado Stalin Bucar (PSDB) citou uma matéria publicada em O Jornal. Segundo ele, o periódico divulgou informações equivocadas a seu respeito. “A imprensa deve publicar a verdade e não plantar a dúvidas”, disse.

 

Fonte: Dicom/A.L