Economia

Os contribuintes brasileiros têm até 30 de abril para a entrega online do Imposto de Renda 2009. Além de reunir documentos e informações necessários para o preenchimento da declaração, também é muito importante ficar atento à segurança do processo.

Seguindo dicas simples, é possível diminuir bastante o risco de problemas. “Com spams e phishings prometendo eliminação de débitos e serviços gratuitos ou baratos para entrega dos documentos, proteger-se é mais importante do que nunca”, afirma Vlad Valceanu, chefe de pesquisa antispam da BitDefender.

Segundo ele, nessa época os usuários podem ser levados a revelar aos cibercriminosos informações pessoais como endereços e números de seguridade social, assim como detalhes sobre rendimentos financeiros e cartões de crédito.

Confira as dicas da companhia:

1. Proteja seu computador

Instale e atualize uma solução confiável de proteção contra malware, ative o firewall e certifique-se de que os filtros de phishing e spam estão ligados.

Faça uma varredura completa no sistema e então baixe e instale as últimas atualizações dos softwares, assim como os patches do sistema operacional.

2. Leia com atenção

Quando estiver preparando a declaração, confira os termos e condições e a política de privacidade das informações.

3. Faça backup dos dados

Certifique-se de salvar seus dados e armazená-los em fontes seguras. Softwares específicos podem ajudar na realização dessa tarefa.

4. Utilize um computador seguro

Evite usar computadores públicos conectados à web, como aqueles de bibiotecas, centros públicos ou lan houses. Se essa for a sua única opção, é aconselhável rodar uma ferramenta online de varredura contra malware antes de começar o preenchimento da declaração.

5. Proteja a conexão sem fios

Se estiver usando Wi-Fi, confira se a conexão está protegida e com a criptografia ativada. Além disso, vale novamente fugir da internet pública, como a que está disponível em aeroportos ou hoteis, na hora de enviar dados pela web.

“Apesar da grande variedade de ameaças virtuais, os usuários podem, de forma segura e fácil, preparar e enviar suas declarações online”, esclarece o especialista.

Outras recomendações incluem a não abertura de e-mails ou anexos vindos de fontes não conhecidas. Também não é aconselhável enviar respostas ou dados solicitados por mensagens eletrônicas, já que órgãos como a Receita Federal brasileira não usam o canal para esse tipo de solicitação.

Fonte: WNews

 

Por: Redação

Tags: Economia, Imposto de renda