Campo

Foto: Divulgação

A partir desta segunda-feira, dia 20, os animais que participarão de exposições agropecuárias na primeira quinzena do mês de maio já poderão ser vacinados contra a febre aftosa. A antecipação da imunização foi solicitada pela Adapec – Agência de Defesa Agropecuária – ao Mapa – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento a fim de que os prazos de carência pós-vacina possam ser respeitados, sem prejuízo para os produtores.

Segundo o presidente da Adapec, Humberto Camêlo, com esta ação os pecuaristas poderão se organizar para que possam levar seus animais para os eventos sem colocar em risco a sanidade do rebanho. “Como em alguns casos a carência após a vacinação é de até 15 dias, acreditamos que a antecipação da etapa é um incentivo para que o produtor cumpra a obrigatoriedade”, comenta.

A primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa deste ano ocorre de 1º a 30 de maio, quando todos os bovídeos (bovinos e bubalinos) deverão ser imunizados, independente da faixa etária do animal.

Após a vacinação, os animais devem cumprir uma carência antes de ser transportados. Para os primovacinados, que receberão a primeira vacina, o prazo é de 15 dias. Para os bovídeos que serão imunizados pela segunda vez, o período sem transitar é de sete dias e a partir da terceira vacinação, não há prazo a cumprir.

Depois de vacinar o rebanho, o produtor tem um prazo de até 10 dias para declarar a imunização dos animais. Para efeito de comprovação, deve-se apresentar a nota fiscal da compra da vacina e a carta aviso no escritório da Adapec onde a ficha do rebanho é movimentada. A multa para quem deixar de comprovar é de R$ 127,69 por propriedade.

Dados

Na segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa de 2008, realizada no mês de novembro, 7.283.927 bovídeos foram imunizados, ou seja, 99,17% de um rebanho de 7.344.864 animais.

Fonte: Ascom: Adapec