Geral

A  Central Única das Favelas do Estado do Tocantins - CUFA-TO firmou na sexta-feira, 24, mais uma parceria, desta vez com o GIAMA – Associação Grupo Ipê Amarelo de Conscientização e Luta Pela Livre Orientação Sexual.

Diretores da entidade receberam a visita do presidente do Giama, Silvanio Mota, que apresentou alguns projetos da associação, como por exemplo, a campanha para aprovação do Projeto de Lei 122/06, que equipara a homofobia ao racismo. “A sociedade quer esta Lei, o Brasil é o país com maiores índices de homicídios contra homossexuais” frisou Mota.

A proposta da campanha é arrecadar mais de 1 milhão de assinaturas eletrônicas, até outubro de 2009 quando acontecerá a Parada do Orgulho LGBT no Rio de Janeiro. O projeto torna crime a discriminação por orientação sexual e identidade de gênero - equiparando esta situação à discriminação de raça, cor, etnia, religião, procedência nacional, sexo e gênero, ficando o autor do crime sujeito a pena, reclusão e multa.

“Nós lutamos pelos direitos do cidadão e também somos a favor dos direitos civis dos homossexuais” ressaltou a diretora executiva da Cufa-Tocantins, Gleidy Braga. Na ocasião o presidente do Giama distribuiu alguns materiais de divulgação e convidou a Cufa para participar da 6ª Parada Gay de Palmas, que acontece no dia 28 de junho.

UNE

A Cufa também recebeu na sexta-feira, 24, a visita da Diretora em Assuntos GLBTT da UNE – União Nacional dos Estudantes, Daniela Braga.

Para apoiar a PLC 122/06, o internauta deve acessar o site www.naohomofobia.com.br e assinar.

Fonte: Cufa-TO