Geral

As enchentes no Maranhão já afetam 82.073 pessoas desde ontem, terça-feira, 28, segundo a Defesa Civil maranhense. Em todo o Estado, 11.918 pessoas estão desabrigadas e 16.960 estão desalojadas. Desalojadas são as pessoas que tiverem de deixar suas casas, mas que estão em casa de parentes ou amigos. Desabrigados são aqueles que estão vivendo, agora, em abrigos públicos.

Ao todo, 17 municípios já tiveram decretos de situação de emergência homologados pela Defesa Civil estadual. São eles Trizidela do Vale, Pedreira, Bacabal, São Luís Gonzaga do Maranhão, Marajá do Sena, Cajari, Presidente Vargas, Nina Rodrigues, Pindaré-Mirim, Boa Vista do Gurupi, Arame, Lago da Pedra, Tufilândia, Duque Bacelar, Codó, Caxias e Itapecuru Mirim.

A situação é mais grave na região de Pedreira e Trizidela do Vale. Em Pedreira, 2.489 pessoas estavam desabrigadas e 1.251, desalojadas, até a manhã desta terça. O total de afetados no município chega a 10.071. Em Trizidela do Vale, havia 2.615 desabrigados e 1.583 desalojados.

Uma equipe da Defesa Civil avalia a situação do município de Alto Alegre, localizado na mesma região. Outras seis cidades receberam equipes para avaliação de danos no local: Santa Helena, Pirapemas, Cantanhede, Peritoró, Coroatá e Rosário.

Outros Estados

As chuvas que atingiram as regiões Norte e Nordeste do país nos últimos dias deixaram 12 municípios em situação de emergência no Piauí. Em todo o Estado, são 1.960 pessoas desalojadas ou desabrigadas, segundo informação da Defesa Civil.

Entre ontem (28) e hoje, a cidade com o maior volume acumulado de chuva no Brasil foi Soure (PA). O município registrou 185,8 milímetros, volume que corresponde a um terço da média para abril no local.

Da redação com informações da Agência Estado e do Tempo Agora

 

Por: Redação

Tags: Defesa Civil, Desabrigados, Enchentes, Maranhão