Palmas

Foto: Divulgação

Aconteceu na manhã desta terça-feira, 30, o lançamento do projeto “Dia Nacional da Construção Social”, fruto de parceria entre o Serviço Social da Indústria - SESI DR-TO, SINDUSCON/TO - Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado do Tocantins e mais 41 parceiros que se mobilizarão para realizarem no dia 22 de agosto, na Escola de Tempo Integral Eurídice de Melo, um grande evento em prol dos trabalhadores da construção civil.

O evento acorrerá simultaneamente em 17 estados e no Distrito Federal, possibilitando aos trabalhadores da construção civil e seus familiares atendimentos voltados à saúde, educação, lazer e cidadania.

Rose Jaber, gerente executiva do Sesi Tocantins, destaca o papel que a entidade tem junto ao projeto. “Iremos reafirmar o nosso compromisso com a qualidade de vida do trabalhador e a consolidação da cidadania, com ações nas áreas de lazer/cultura, saúde, responsabilidade social e educação. Nos sentimos honrados em participar de um evento tão relevante para os trabalhadores” disse a gerente entusiasmada.

De acordo com Luciano Rocha, vice-presidente da Sinduscon/TO, essa é uma das formas encontradas para valorizar o trabalhador da construção civil e seus familiares. “Nossa expectativa é grande, pretendemos beneficiar neste ano mais de 3 mil pessoas, totalizando 9 mil atendimentos”.

Ainda durante o lançamento do projeto ocorreu palestra com o tema Responsabilidade Social Empresarial com foco no Meio Ambiente, ministrada por Aurivan Castro, consultor em planejamento estratégico e responsabilidade social do Sesi. “A construção civil mantém um relacionamento estreito com o meio ambiente, muitas vezes provocando impactos ambientais, gerados pelo grande consumo de materiais, desde locação do empreendimento até geração de resíduos”, afirma Castro. Segundo ele, no aspecto técnico-econômico é necessário que o setor de construção civil não espere por medidas do governo e conduza mudanças que possam render resultados positivos, principalmente com a introdução dessas mudanças nos conceitos de design e nos currículos em escolas de arquitetura e engenharia.

Fonte: Assessoria de Imprensa Fieto