Meio Ambiente

Foto: Nonato Câmera

Proteger os recursos naturais do Estado, recuperar as áreas degradadas e promover o desenvolvimento sustentável da região. Foi este o objetivo do governo do Estado ao criar em 14 de julho de 1998, por meio da Lei Estadual 996, a primeira UC - Unidade de Conservação do Tocantins, o PEC - Parque Estadual do Cantão, que comemora nesta terça-feira, 14, onze anos de existência.

O Parque Cantão, situado à margem do rio Araguaia, região centro-oeste do Estado do Tocantins e ao norte da Ilha do Bananal, encontra-se numa área de transição entre os biomas amazônico e cerrado e possui uma extensão de 90.017,89 hectares.

Ao longo desses onze anos, sob a administração do Naturatins – Instituto Natureza do Tocantins e sede administrativa no município de Caseara, a uma distância de 260 quilômetros da capital, a UC ganhou destaque e hoje é considerada uma das áreas protegidas mais importantes da Amazônia brasileira. Tornando-se conhecida por ter em suas características naturais mais de 800 lagos catalogados, o que colabora com o surgimento de comunidades aquáticas, funcionando como um berçário natural de peixes, tartarugas e jacarés.

Biodiversidade que contribui para o desenvolvimento de pesquisas científicas para a proteção de espécies ameaçadas como a onça-pintada (Panthera onca), a ariranha (Pteronura brasiliensis), o jacu-de-barriga-castanha (Penelope ochrogaster) e o pirarucu (Arapaima gigas).

Ecoturismo

Aberto oficialmente ao uso público em 2008, o Cantão tem grande potencial turístico, entre os quais destacam as praias dos rios Araguaia e Coco, a pesca esportiva e suas trilhas ecológicas. Desde que autorizada pelo órgão, é possível ao visitante desenvolver atividades em harmonia com a natureza, como pesquisa científica, acampamento e recreação na temporada de praias, trilhas monitoradas.

Para a professora e moradora de Caseara, Katiane Rodrigues, o Cantão é um presente para a população casearense. “Além de estimular a valorização do meio ambiente e da cultura local, aprendemos também a trabalhar em parceria com o parque em um objetivo comum, preservar as riquezas da nossa região”, enfatizou.

Modelo de gestão

Além de ser uma das áreas naturais mais belas e preservadas do Tocantins, o Parque Cantão também é considerado exemplo de gestão, graças aos conceitos do Gespública – Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização. O reconhecimento é resultado da parceria entre o Governo do Estado e o Ministério do Meio Ambiente por meio do programa ARPA - Áreas Protegidas da Amazônia, que instituiu o Gespública para profissionalizar a gestão das Unidades de Conservação de Proteção Integral e torná-las mais eficientes com foco em resultados.

Atualmente o parque conta com o gerente, Warley Rodrigues, um biólogo, 11 guarda-parques e dois assistentes administrativos, além de receber apoio de voluntários do Programa Voluntários pela Natureza, e da parceria com as comunidades do entorno na proteção do ecossistema do Cantão.

Dentre os trabalhos desenvolvidos com a comunidade, destacam-se o Projeto Quelônios, com ações de proteção às tartarugas-da-amazônia e tracajás, e atividades de educação ambiental nas escolas e com a comunidade em geral.

Informações www.cantao.to.gov.br