Geral

Foto: Divulgação Antônio Carlos (C) distribui brinquedos no setor sul da capital Antônio Carlos (C) distribui brinquedos no setor sul da capital

Ainda existem pessoas que reservam parte do seu tempo para ajudar quem necessita. Um exemplo é o servidor do Naturatins, Antônio Carlos Batista Matos. Desde 2001, quando veio de Alvorada para Palmas, todo Dia da Criança, com a ajuda da família, colegas de trabalho e vizinhos, leva um pouco de alegria a crianças carentes dos setores Aureny I, II, III, IV, além de outros setores da região Sul da Capital.

O trabalho desenvolvido pelo voluntário rendeu frutos e, neste ano foi indicado para concorrer ao Prêmio Betinho – Atitude Cidadã 2009. Idealizado pela Coep – Rede Nacional de Mobilização Social, a iniciativa valoriza e dá visibilidade às centenas de ações sociais desenvolvidas em todo o País. Para votar no tocantinense, é só entrar no site www.coepbrasil.org.br, clicar no link Prêmio Betinho Atitude Cidadã 2009, na opção Vote Aqui.

Trajetória

A história de Antônio Carlos é marcada por dificuldades e superação. Quando chegou a capital tocantinense em junho de 2000 dormia no chão em um colchão rasgado. Foi quando começou a trabalhar no Naturatins como auxiliar de serviços gerais. Para completar a renda fazia pequenos bicos com pintor e jardineiro. No mesmo ano foi trabalhar como recepcionista, quando permitiram que morasse em um pequeno barracão nos fundos da sede do órgão. De 2004 a junho deste ano foi chefe do Almoxarifado. Antes atuou nos setores de Patrimônio e Protocolo.

Em 2007 concluiu o curso de Administração de Empresas com ênfase em Gestão e Planejamento do Meio Ambiente e Recursos Naturais na Faculdade Católica do Tocantins. Atualmente faz pós-graduação em Gestão de Material e Patrimônio no Setor Público. “As dificuldades fizeram com que eu buscasse aprimorar meus conhecimentos. As criticas construtivas de meus colegas de trabalho despertaram em mim a importância de estudar e buscar novos conhecimentos”, revela Antônio Carlos.

Ele lembra que a vontade da ajudar os mais necessitados começou aos 16 anos quando distribuía doces e brinquedos para crianças de sua cidade natal, Alvorada. Criado sem pai em uma família de quatro irmãos relata que passou muitos Dias das Crianças sem ganhar presentes. “Ficava com esperança, mas nunca ganhava”, relembra. Bem humorado diz ter que fazer malabarismos para sustentar a família. Pai de cinco filhos, avô de três netos, ele é casado há 21 anos com Valdirene Matos, também funcionária do Naturatins, com quem tem três filhos.

Desde 2001, quando se mudou para o Jardim Aureny III começou a distribuir doces e mini-brinquedos para as crianças pobres do bairro e redondezas utilizando recursos próprios. No inicio atendia 40 crianças. Antônio Carlos contou que as crianças começaram a pedir brinquedos. Daí começou a buscar parcerias para atender aos pedidos dos pequeninos. “A receptividade das pessoas foi a melhor possível. Tive a ajuda de empresários, colegas de trabalho e de alguns voluntários”, detalha.

Em 2008, no Dia da Criança foram atendidas 1.680 na faixa etária de 0 a 12 anos. Além das brincadeiras, foi servido um lanche e distribuídos brinquedos. O benfeitor conta que desenvolve um projeto Sistema Popular de Empregos, que busca qualificar e encaminhar os pais das crianças do bairro a um trabalho. “Queremos fazer a inclusão social dessas pessoas que precisam de um emprego para sustentar suas famílias”, diz Antônio Carlos. “Fazer esse trabalho me dá uma satisfação imensurável em servir ao próximo”, finaliza.

Neste ano o projeto pretende atender 2 mil crianças. Quem quiser contribuir com o trabalho desenvolvido por Antônio Carlos basta ligar no telefone (63) 9212-6321, mandar uma mensagem para o e-mail matos@naturatins.to.gov.br ou encaminhar doações para o seguinte endereço: Rua 38, Quadra 169, Lote 08, Aureny III, Palmas-TO. São aceitas doações de brinquedos, roupas, calçados e alimentos.

Prêmio

O Prêmio Betinho - Atitude Cidadã, realizado pelo Coep em 2008, quer valorizar as pessoas que praticam no dia-a-dia a luta contra a fome e a promoção da cidadania. Em sua 1ª edição, a iniciativa recebeu cerca de 17 mil votos, provenientes de 674 localidades, e 33 vencedores foram anunciados durante o II Encontro Nacional do COEP, realizado no Rio de Janeiro. Durante a solenidade pelo aniversário de 15 anos do COEP, a esposa de Herbert de Souza, o Betinho, sociólogo mineiro, articulador da maior campanha contra a fome já feita no país, Maria Nakano recebeu, simbolicamente, o troféu em nome dos vencedores, uma pequena escultura com a caricatura de Betinho feita pelo cartunista Ique, que cedeu o direito de uso de sua obra.

Em cada município listado no site, a Rede COEP e Organizações parceiras, indicam três pessoas para participarem do prêmio, a partir de iniciativas desenvolvidas localmente. Não podem ser indicadas pessoas que são, ou foram nas duas últimas legislaturas, candidatas a cargos eletivos nos poderes executivos e legislativos, no âmbito dos governos municipal, estadual ou federal. Os indicados nos municípios de uma mesma região concorrem a um prêmio regional, uma peça de reconhecimento. Não há distribuição de recursos financeiros.

Fonte: Ascom Naturatins