Geral

Foto: Thiago Sá

Considerada o ponto alto das comemorações religiosas do Festejo, a missa campal no Santuário do Senhor do Bonfim, ocorrida no sábado, 15, no povoado do Bonfim, em Natividade, permitiu que romeiros tocassem na imagem de Jesus Cristo crucificado, durante a trasladação do altar para a igreja, realizando um dos principais desejos destes peregrinos. No sábado, 16, as demonstrações de fé continuaram com a missa em homenagem a Nossa Senhora da Imaculada Conceição. Já nesta segunda-feira, 17, a celebração da missa dos romeiros encerrou a grande festa.

Vindos de várias cidades do Estado e do país, os pagadores de promessa expressaram coragem. A maioria percorreu 22 km de Natividade até o Bonfim a pé, ou assistiu à missa de joelhos. Um exemplo de união e amor por essa tradição, que já dura quase dois séculos, está na família do senhor Osvaldo Rodrigues, que acompanhado da esposa e seis filhos, foi caminhando. Nem mesmo o calor de 38 graus os impediu de participar da Romaria.

“No Senhor do Bonfim eu ponho minha confiança. Para mim, ele é uma rocha protetora”. Com essa intenção e ajoelhada sobre caroços de milho, a aposentada Ricarda de Castro, 84 anos, cumpriu a missão. “Meu irmão foi curado de um câncer na próstata, por isso agradeço, completa emocionada.

Na adoração ao Santíssimo outro exemplo de quem supera limites. Trata-se da senhora Luiza Borges, de 87anos. “A cada ano que passa renovo o meu espírito”, diz ao rezar nos pés do santo. Ela está entre as mais de 60 mil pessoas que participaram da programação da romaria.

A missa campal foi concelebrada pelo padre Joatan Bispo, pelo bispo Dom Geraldo Gusmão e outros religiosos. Na ocasião, foi apresentado o novo projeto do Santuário. “A intenção é construir uma praça com capacidade para 100 mil pessoas, superando a atual, que só comporta 10 mil. A proposta também inclui a construção de um novo templo, jardinagens, praças e estacionamentos”, frisou ele.

Com o tema: “Na confissão e unção dos enfermos se vê a misericórdia Divina”, o evento iniciou desde o último dia 6. A realização é da Paróquia de Nossa Senhora de Natividade, contando com a parceria da Prefeitura Municipal de Natividade e do Governo do Estado do Tocantins.

Aquecimento da economia local

Além dos tradicionais romeiros também participam turistas, com a intenção de conhecer a manifestação religiosa. A maioria deles vindos de cidades do Tocantins, Goiás, Distrito Federal e Bahia, segundo hoteleiros de Natividade.

Contabilizando lucros, a gerente do Hotel Pousada das Nações, Maria José Pereira, conta que todos os apartamentos do estabelecimento ficaram lotados. “Houve um acréscimo de 100% na movimentação”, diz. Outros proprietários de hotéis e pousadas tiveram que improvisar, criando pacotes para grupo de pessoas em um mesmo apartamento.

Moradores da região também tiveram uma oportunidade de renda, a exemplo da vendedora ambulante, Priscila Fernandes, que comercializou lembranças do Senhor do Bonfim. “Faturei uma média de 150 reais por dia”, comemora.

Fonte: Secom