Campo

Foto: Divulgação

Uma equipe de pesquisadores e técnicos da Fundação Universidade do Tocantins - Unitins - está trabalhando na geração de emprego e renda, uma das ações contempladas pelo Projeto Sub-bacia São João, patrocinado pelo programa Petrobras Ambiental. Para isso, uma unidade de processamento de frutas foi equipada e vai atender, diretamente, 18 famílias que integram a Associação Rural de Olericultores do Assentamento Mariana.

Os produtores rurais vão trabalhar, principalmente, com o beneficiamento de açaí, uma fruta típica da região amazônica. Para garantir a qualidade do produto, a comunidade ganhou do projeto, um pasteurizador de frutas.

O técnico em mecânica, Adilson Alves Terem, explicou como o equipamento funciona. Segundo ele, a máquina, que custa cerca de R$ 21 mil, é capaz de processar 100 quilos de polpa por hora. O processo é similar ao da pasteurização do leite, mas as temperaturas alta e baixa são diferenciadas para garantir que os nutrientes da fruta não sejam alterados.

A comunidade ainda está aprendendo a utilizar o equipamento, mas já viram a vantagem; é que com essa aquisição eles poderão receber o SIM – Selo de Inspeção Municipal e estarão regularizados para vender os produtos em supermercados, restaurantes, bares e outros estabelecimentos de Palmas.

Para Maria Aparecida Rodrigues, membro da associação rural, o equipamento vai garantir melhorias para os produtores. "Nós vamos poder vender o nosso produto na legalidade e com qualidade", concluiu.

Fonte: Assessoria de Imprensa Unitins