Geral

Foto: Marcio Vieira

No dia em que o Tocantins chega aos seus 21 anos de criação e comemora sua emancipação, a coligação PMDB/PDT registrou no protocolo-geral da Assembleia Legislativa a chapa de candidatura para eleição indireta. Após a anuência das convenções partidárias, o chefe do Executivo em exercício, Carlos Henrique Gaguim (PMDB), é o candidato a governador do Estado e Eduardo Machado a vice. A homologação desta aliança aconteceu no início da tarde desta segunda-feira, dia 5, na sala da presidência do Legislativo e contou com o apoio de vários deputados, autoridades políticas e populares.

Durante a assinatura da documentação, Carlos Gaguim agradeceu aos convencionais peemedebistas e a todos que junto com ele priorizam o fortalecimento econômico do Estado. “Reafirmo meu compromisso de bem administrar o Tocantins. Vamos unir forças e trabalhar muito para que cada um dos tocantinenses possam ter uma vida melhor. O Tocantins merece.”

O vice de sua chapa, Eduardo Machado, também comentou a importância da união neste atípico momento político. “Esta coligação partidária demonstra amadurecimento dos líderes, além de capacidade e competência para somar ao projeto de governo de Gaguim”.

O PPS, agora com três deputados na Assembleia, é outra sigla que hipotecou apoio irrestrito ao grupo.

Querendo aparecer

Mais duas chapas foram registradas para o pleito indireto na Assembleia Legislativa na tarde desta segunda-feira. O PHS tem como candidato a governador o ex-vereador de Palmas, Joaquim Rocha e como vice o líder comunitário Fábio Ribeiro, também do PHS. Já o PSDC homologou a candidatura do professor Adail Carvalho para governador, tendo como candidato a vice o empresário, Edi do Caldos e Caldos. Nenhumas das chapas possui deputados na Assembleia e a colocação dos nomes não passa de gestual político, sem chance para eleger seus candidatos.

O prazo para os partidos e coligações registrarem suas respectivas chapas expira às 20h desta segunda-feira, dia 5, ou seja, 72h antes da eleição para o preenchimento dos cargos de governador e vice-governador do Estado do Tocantins. O presidente interino do Parlamento Tocantinense, deputado Júnior Coimbra (PMDB), afirmou que todos os critérios jurídicos para realização do processo indireto na próxima quinta-feira, dia 8, às 20h, no plenário da Casa estão correndo normalmente, “atendendo as determinações das leis e seguindo todos os trâmites necessários”.

Fonte: Dicom/AL

Por: Redação

Tags: Assembleia Legislativa