Polí­tica

Foto: Clayton Cristus

A líder do governo, deputada Josi Nunes (PMDB), usou a tribuna na sessão ordinária desta terça-feira, dia 6, para falar sobre o processo político e o resultado da convenção do PMDB. Ela destacou a união dos integrantes da sigla ao aprovar a chapa do governador interino, Carlos Henrique Gaguim (PMDB), para concorrer à eleição indireta. “Com esta atitude, o partido demonstrou unidade e confirmou o desejo de ajudar o crescimento do Estado”, frisou.

A parlamentar comentou ainda sobre os conflitos políticos vividos desde a cassação do ex-governador peemedebista Marcelo Miranda, principalmente dentro do Partido Democratas. “A crise política no Tocantins trouxe mudanças radicais, com casamentos partidários sendo desfeitos. A prova disso foi a desfiliação de três deputados de uma mesma sigla”, argumentou Josi, referindo-se aos parlamentares Paulo Roberto (PR), César Halum (PPS) e Angelo Agnolin (PDT) que deixaram o democratas.

“Espero que, com esta eleição todos os partidos possam crescer e adquirir maturidade. Seria importante que seguissem o exemplo desta Casa de Leis, onde todos se uniram em prol do Tocantins”, finalizou Josi. O presidente em exercício, deputado Júnior Coimbra (PMDB), também frisou as críticas e ofensas entre os partidos. “Esse negócio de jogar farpas é muito ruim. A oportunidade foi dada para todos os partidos, foram homologadas chapas do PSDC, PMDB e PHS, mas o DEM não quis registrar candidatura”, ressaltou Coimbra.

Em seguida, o deputado Paulo Roberto comentou sobre sua filiação ao Partido Republicano, ocorrida no último sábado, dia 3. “Gostaria de registrar a minha satisfação com o PR e o meu desejo de contribuir com seus projetos”, disse.

Stalin Bucar (PR) aproveitou o momento para falar sobre a sua recente mudança partidária e também criticou atitudes políticas da senadora democrata Kátia Abreu. “A senadora fala muito e apresenta poucas obras, teve vários votos em Miracema, mas não faz nada para retribuir”, concluiu. Já o deputado Toinho Andrade (DEM) saiu em defesa da senadora e afirmou que ela tem relevantes serviços prestados ao Estado. “Não podemos confundir o momento e fazer injustiça, esquecendo o seu empenho na aquisição de mamógrafos para o Tocantins, beneficiando várias mulheres em tratamento”, finalizou.

Fonte: Dicom/AL