Polí­tica

Foto: Divulgação

O Deputado Federal Lázaro Botelho (PP/TO), participou na noite de ontem, 28, do jantar oferecido pelo líder do Partido Progressista na Câmara, deputado Mário Negromonte (PP/BA), à Ministra Chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff.

Durante o jantar a ministra falou de algumas das principais conquistas do governo do presidente Lula e declarou que muito do que foi feito, teve a decisiva participação do PP, seja através do trabalho do partido à frente do Ministério das Cidades, onde o progressista Márcio Fortes comanda alguns dos principais programas do governo; como também através do apoio da bancada do PP no Congresso Nacional.

Após sua explanação, a ministra fez questão de conversar com alguns parlamentares. Juntamente com o líder Negromonte, a ministra conversou com o deputado Lázaro a respeito dos investimentos do governo no Tocantins. Ela também agradeceu o apoio que o deputado tem dado ao presidente e disse que espera que esta parceria possa durar por muito tempo.

Lázaro informou que Dilma Rousseff deseja marcar outros encontros com dirigentes “pepistas” e que pretende agendar uma visita ao Tocantins, para acompanhar o andamento das obras do PAC no Estado.

O parlamentar tocantinense avaliou que o jantar serviu para aproximar ainda mais a ministra dos dirigentes do partido. Quanto ao apoio do PP à provável candidatura de Dilma, Lázaro acredita que este não é o momento de tratar desta questão, uma vez que só as convenções partidárias, que serão realizadas em junho de 2010, poderão referendar a posição dos partidos. Ele acredita que no momento certo, o PP se reunirá para discutir a melhor alternativa. “O momento é de trabalho. Temos que continuar ajudando o presidente Lula a transformar o Brasil. Eleição é só no ano que vem”, declarou o deputado.

Também participaram do encontro o presidente nacional do PP, senador Francisco Dornelles, os governadores de Goiás, Alcides Rodrigues e Ivo Cassol, de Rondônia, o Ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, o líder do PT na Câmara, Henrique Fontana, os deputado do PT Cândido Vacarezza, Antônio Palocci, Eduardo Cardozo e a senadora petista Ideli Salvatti.

Fonte: Assessoria de Imprensa Lázaro Botelho