Geral

O deputado estadual Stalin Bucar (PR) subiu à tribuna, na manhã desta terça-feira, dia 3, para comentar sobre o teor de uma matéria publicada em um veículo da imprensa local que trata sobre o aumento do valor da receita estadual prevista no projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o próximo ano. O parlamentar discordou do texto do jornal que, segundo ele, insinua que o governo teria intenções eleitoreiras na proposta e defendeu o projeto. “Não vejo nada que favoreça eleitoralmente quem quer seja”, disse.

Em uma de suas alegações, o deputado se queixou pelo fato de o jornal não mencionar que também constam, no valor da proposta, recursos destinados para o funcionamento de órgãos essenciais à administração pública e às demandas da sociedade.

O parlamentar criticou o pouco destaque dado pelo veículo às operações de crédito do Executivo, como o empréstimo de R$ 428 milhões com a Caixa Econômica Federal (CEF), dos quais R$ 98 milhões são direcionados para programas de moradia.

Outros R$ 171 milhões contratados com o Banco Mundial, de acordo com o deputado, serão aplicados em programa de desenvolvimento regional. Stalin citou ainda o valor de convênios com o Governo Federal que totalizam R$ 121 milhões e “vão atender às áreas da educação, saúde e infra-estrutura”.

Segundo Stalin, ao contrário do que o jornal insinuou, o aumento do volume de recursos no projeto da LDO é positivo para o Tocantins. “Quem será beneficiado com esses investimentos não será a própria população?”, perguntou o parlamentar. Ele finalizou, lembrando que “quanto mais recursos vierem para o Tocantins melhor para o povo”.

Fonte: Dicom/AL

Por: Redação

Tags: Assembleia Legislativa, LDO, Stalin Bucar