Geral

Foto: Divulgação

A presidente do Tribunal de Justiça do Tocantins, desembargadora Willamara Leila, participou da abertura oficial do ciclo de palestras do Seminário “Biotec sem Mistérios” na manhã desta sexta-feira, 13. Promovido pela Escola Superior da Magistratura Tocantinense (ESMAT), em parceria com o Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB), o evento propõe discussão sobre biotecnologia e sua desmitificação.

A presidente do TJ-TO parabenizou a diretoria da Escola da Magistratura pela iniciativa. “A nossa magistratura é uma das melhores do Brasil, não que esteja fazendo apologia, mas falo isso porque conheço o trabalho de cada um que compõe nossa magistratura”, disse Willamara Leila, desejando bom proveito a todos os participantes do seminário.

O vice-diretor da ESMAT, desembargador Marco Villas Boas, destacou a importância do tema biotecnologia e sua aplicação na produção de alimentos, entre outros aspectos. “Nós sabemos que desde os primórdios o homem luta para melhorar o alimento que consome. Os índios nos mostram isso com a espiga de milho melhorada”, relembrou frisando que o debate científico enriquece o conhecimento dos magistrados preparando-os para o embate no dia-a-dia.

Durante o discurso, o desembargador Marco Villas Boas agradeceu ao empenho da presidência do TJ-TO no apoio manifestado à Escola da Magistratura, que segundo ele, está em sua terceira fase, a da efetivação das atividades.

O presidente da Associação dos Magistrados do Estado do Tocantins (ASMETO), Allan Martins, também compôs a mesa do evento, juntamente com os palestrantes.

A programação do seminário passa por abordagens das questões básicas sobre a ciência, a biotecnologia e sua aplicação no cotidiano da sociedade, e discussões e esclarecimentos a respeito dos alimentos geneticamente modificados e as questões legais envolvendo a biotecnologia no Brasil.

A professora doutora Alda Lerayer, engenheira agrônoma formada pela Esalq/USP, apresentou, às 8h30, o Conselho de Informações sobre Biotecnologia. Em seguida, o professor doutor Elíbio Rech ministrou palestra sobre “As bases da biotecnologia”. Das 10h45 ao meio dia, foi ministrada a palestra “Aplicação da biotecnologia na produção de alimentos saudáveis e seguros”, com a Profª Dra. Alda Lerayer. À tarde, o Profº Dr. Marcelo Gravina ministrará as palestras “A biotecnologia e os benefícios para o meio ambiente” , a partir das 14h30, e “Biossegurança de Organismos Geneticamente Modificados e sua regulamentação no Brasil”.

Fonte: Ascom Tribunal de Justiça