Esporte

Depois de dois meses de disputa terminou neste final de semana em Porto Nacional, no Estádio General Sampaio, a segunda divisão do campeonato tocantinense de futebol com a vitoria do Interporto sobre o São José, nas cobranças de pênalti. Mais mil pessoas assistiram à vitória do time na tarde do sábado, 14.

Na primeira partida da final, realizada em Palmas, no Estádio Nilton Santos, no dia 07 de novembro, o placar ficou em 2 a 1 para o time da capital, o São José, o que lhe permitia sagrar-se campeão apenas com um empate.

Bola rolando, entretanto, a vantagem não se confirmou. O ataque do time parou nas mãos do arqueiro Anderson, do Interporto.

Por outro lado, o Interporto, que precisava da vitória, tratou de marcar aos 35 minutos da primeira etapa. O meia Alexandre, que retornou ao clube, cruzou para Ivo marcar 1 a 0, resultado que levou a partida para os pênaltis. Na etapa complementar nenhum dos times conseguiu balançar as redes, apesar do Interporto ter continuado mandando na partida.

Penalidades

O Interporto começou a bater com o artilheiro Rubsen que teve o chute defendido por Pavão, para alegria da torcida do São José presente no General Sampaio. Em seguida, Juliano cobrou e abriu a contagem para o São José. Na segunda rodada Wesnalton converteu e Valença parou nas mãos de Anderson do Interporto.

Em seguida, pelo Interporto, Ramon, Ítalo, Marraquete e Rafael converteram as cobranças e Martony, Leyslan, Niltinho e Doriva empataram para o São José.

As cobranças passaram a ser alternadas e o jogador Paulo Roberto conseguiu converter mais um para o Interporto.

Na vez de Wesley tentar empatar mais uma vez para o São José, a cobrança parou nas mãos do goleiro Anderson e o Interporto sagrou-se campeão.

Escalações

O Inteporto jogou e venceu com Anderson, Rafael Lima, Luciano, Marraquete, Simar (Ítalo), Paulo Roberto, Adenísio, Wesnalton, Ivo (Ramon), Rubsen e Alexandre. Técnico: Janair Lopes.

O São José foi a campo com Pavão, Leyslan, Valença, Martony, Renan, James, Doriva, Wesley, Israel (Juliano), Raylon (Chupinha). Técnico Tomaz Abreu.

A final foi apitada por Adriano de Carvalho assistido por Edílson Frasão e Francisco Casimiro. O público total no General Sampaio foi 1.527 pessoas (1.317 pagantes; renda R$ 2.634).

Premiação

Artilheiro: Rubsen (Interporto 8 gols) Melhor

Goleiro: Anderson (Interporto)

Melhores da competição: Wesley (São José) e Wesnalton (Interporto)

Melhores treinadores: Janair Lopes (Interporto) e Thomaz Abreu (São José)

Melhores presidentes de clube: Idejair Viana (Interporto) e Djacy Almeida (São José)