Geral

Foto: Rodolfo Ward

O grupo que compõe a Comissão Multilateral de Estudos para a Reformulação e a Reestruturação da Unitins – Fundação Universidade do Tocantins continua dando prosseguimento aos trabalhos, cujo foco é apontar sugestões e medidas para a reestruturação da Universidade. Na manhã desta sexta-feira, 15, a também chamada Comissão Pró-Unitins se reuniu para continuar a fase de apresentação dos relatórios individuais, acerca da documentação recolhida para análise. Cinco membros compareceram.

Instituída pelo governador Carlos Gaguim, através do decreto nº 3.897, de dezembro do ano passado, a comissão deverá encerrar seus trabalhos no próximo dia 18. O prazo estabelecido pelo decreto que criou a comissão foi de 40 dias. No relatório final, o grupo deve apresentar resultados que contemplem os seguintes aspectos: modelo de gestão e atuação da Unitins, natureza jurídica da instituição, quadro de pessoal e plano de cargos e salários, fontes de recursos e convênio celebrado com a empresa Eadcon.

“A Comissão está discutindo e pensando as sugestões que vai apresentar ao governador. Na reunião de hoje (sexta-feira), os membros continuaram a expor seus pontos de vista sobre os aspectos que ficaram encarregados”, explicou o procurador do Estado e secretário da comissão, André Luiz de Matos Gonçalves. Ainda segundo ele, se for necessário, o prazo para a conclusão dos trabalhos poderá ser prorrogado. “Mas, se isso acontecer, acreditamos que não ultrapassará o mês de janeiro”, relatou.

Desde que foi implantada, a comissão buscou se reunir com todas as partes envolvidas nos questionamentos que envolvem a Unitins, reunindo-se com os servidores da instituição, com representantes da Eadcon, representantes dos Ministérios Públicos Estadual e Federal, entre outros.

Membros

Composta por membros de várias instituições, na reunião dessa sexta-feira da Comissão Pró-Unitins compareceram os seguintes membros: Maria Luiza da Consolação Pedroso Nascimento, servidora do Tribunal de Justiça do Tocantins e presidente da Comissão; Lívio William Reis de Carvalho, reitor interino da Unitins; José Kasuo Otsuka, da Procuradoria-Geral de Justiça e coordenador da comissão; Alvenir Lima e Silva, secretário-chefe do Gabinete do Governador e André Luiz de Matos Gonçalves, procurador do Estado e secretário da comissão.

Fonte: Secom