Geral

O presidente em exercício da Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (FIETO), Roberto Pires, participou na manhã desta terça-feira, 23, em Brasília, da 114º Reunião do Conselho de Representantes da Ação Pró-Amazônia, juntamente com o governador do estado, Carlos Gaguim, vice-governador, Eduardo Machado e o superintendente do Serviço Social da Indústria (SESI/TO), Charles Elias, para a 114º Reunião do Conselho de Representantes da Ação Pró-Amazônia. Este encontro marca a primeira reunião ordinária deste ano entre as Federações das Indústrias que compõe a Amazônia Legal. Em pauta, o assunto mais debatido da atualidade: Meio Ambiente.

Durante a reunião foi oficializado a adesão ao termo de criação da Rede de Manejo Florestal da Amazônia (Rede MFA), idealizada pela Federação das Indústrias do Estado do Acre e que agora, por meio da Ação Pró Amazônia, passa a difundir a ideia do manejo florestal com foco no aprimoramento e conhecimento técnico. Com a adesão ao termo, cada um dos nove estados, compromete-se com a difusão de ações, com parcerias entre governo e instituições públicas que facilitem o aprimoramento técnico científico e supra as carências tanto de informações, quanto de ações sustentáveis.

Eduardo Machado afirma que agora com a assinatura formalizada a busca por criação de projetos de lei e parcerias entre instituições de qualificação profissional serão colocadas em foco. “Identificar o problema e gerar mecanismos continuados é a ação que irá reverter o quadro que vem sendo anunciado em relação a questão ambiental do nosso país”.

“Esse passo só poderia ter sido dado pelos estados da Amazônia legal, que é foco do mundo inteiro quando o assunto é meio ambiente. Agora o primeiro passo da FIETO é buscar parcerias, para que os projetos não fiquem só no papel”, afirmou o presidente Roberto Pires.

O encontro continua até a tarde de hoje, e contará com a presença de Jorge Ávila, presidente do Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI).

Fonte: Unidade de Comunicação Institucional Fieto

Por: Redação

Tags: Amazônia Legal, Fieto, Roberto Pires