Geral

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Crianças Desaparecidas fará audiência pública em Palmas, amanhã quinta-feira, 04, às 14h30, no plenário da Assembleia Legislativa do Tocantins. A audiência será realizada a pedido da deputada federal Nilmar Ruiz (PR), que é membro titular da CPI.

A intenção, segundo Nilmar, é ouvir autoridades do Estado e investigar as causas, as consequências e os responsáveis pelos desaparecimentos de crianças e adolescentes no Tocantins.

Segundo números da Secretaria da Segurança Pública do Tocantins, divulgados em novembro do ano passado, cerca de 70 crianças e adolescente desaparecem no Estado anualmente. É uma quantidade alarmante, se considerarmos que um número ainda maior não chega a fazer parte das estatísticas oficiais, pois muitas famílias sequer apresentam queixa do desaparecimento de seus parentes nas Delegacias do Estado.

“O número de desaparecidos no Tocantins é muito grande. Queremos despertar a sociedade para o problema e desenvolver ações que possam reduzir a quantidade de famílias que sofrem a perda de um filho desaparecido”, analisou Nilmar.

A deputada conta que os depoimentos de pais e mães feitos na CPI são comoventes. “Os pais vivem a incerteza de não saberem se seus filhos estão vivos ou mortos, se estão sendo bem tratados ou não, se estão vivendo em condições dignas ou se vivem na miséria absoluta. Essa incerteza para um pai e uma mãe causa uma tristeza sem tamanho. A sociedade precisa fazer alguma coisa para reduzir esse sofrimento”, afirmou a deputada.

Entre os trabalhos realizados pela CPI no Tocantins, haverá a oitiva do Secretário da Cidadania e Justiça do Tocantins, Carlos Alberto Dias de Morais; do Secretário da Segurança Pública do Tocantins, Geraldo Donizete; da Presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente do Tocantins, Maria Alice de Araújo; da Delegada Titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente no Tocantins, Edissonina Alves da Silva; da Juíza de Direito da Vara da Infância e da Juventude, Dra. Silvana Maria Parfieniuk; do Comandante-Geral da Polícia Militar do Estado do Tocantins, Coronel Joaidson Torres de Albuquerque; da Delegada Titular da Delegacia Especializada da Criança e do Adolescente (DECA), Juliana Mojura Amaral Quintanilha; e da Assessora de Gabinete da Delegacia Geral da Polícia Civil, Milena Coelho Jorge Albernaz.

Fonte: Assessoria de Imprensa Nilmar Ruiz