Geral

Foto: Divulgação

Em entrevista ao Conexão Tocantins na manhã desta segunda-feira, 29, o presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Palmas (SISEMP), Carlos Augusto Melo (Carlão) falou sobre a possibilidade de paralisação por parte dos trabalhadores da Prefeitura.

De acordo com Carlos Augusto, o prefeito Raul Filho (PT) não cumpriu compromissos de campanha feitos com os servidores municipais. O presidente citou a "Carta ao Servidor", que foi promessa feita pelo então candidato ao paço municipal e que, segundo ele, até hoje não foi cumprida. As outras reivindicações do sindicato são referentes ao cumprimento do plano de cargos e carreiras dos servidores, plano de saúde, vale transporte em dinheiro, equiparação ao servidor do estado, além de auxílio alimentação para todos os trabalhadores da prefeitura, pois, segundo o presidente do Sisemp, hoje só recebe quem ganha até R$ 1.250.

Segundo Carlos Augusto, a expectativa é de que o prefeito receba os representantes do sindicato até a tarde de hoje, mas o próprio afirma que não acredita que a prefeitura receba o sindicato. Caso os trabalhadores não sejam recebidos pelo prefeito, o presidente do sindicato afirma que será realizada uma assembleia nesta terça para definir uma possível paralisação dos servidores por dois dias. Com isso, Carlão reafirma a possibilidade de greve geral dos servidores municipais.