Campo

Foto: Kleiber Arantes

O abate de bovinos no Tocantins no 4° trimestre de 2009 foi 67,7% maior que no mesmo período de 2008, registrando 220.920 unidades abatidas contra 71.278, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em 2010, segundo a Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (Adapec), o número de unidades abatidas só nos três primeiros meses foi de 255.834. Esses números demonstram que a pecuária no Tocantins tem mantido seus índices de crescimento.

O avanço na comparação entre os trimestres comprova a eficiência das políticas públicas do Governo do Estado, de incentivo à produção agropecuária, como, por exemplo, a busca por investimentos no agronegócio do Tocantins por parte do governador Carlos Henrique Gaguim.

O percentual de aumento ficou bem acima da média do país, que no 4º trimestre de 2009 abateu 7,382 milhões de cabeças de bovinos, o que significa um aumento de 10,4% no número de animais abatidos, com relação ao mesmo período de 2008.

Comparativo anual

Com um rebanho atual de 7.576.824 cabeças de gado, o Tocantins abateu, em 2009, 112.460 bovinos com o Selo de Inspeção Estadual (SIE) e em 2010, até março, o Estado já bateu cerca de 30 mil, com o mesmo selo. Ainda em 2009, com o Selo de Inspeção Federal (SIF), o Estado abateu 777.971 bovinos.

“É importante ressaltar que o Governo do Estado está preocupado em aumentar a produção, mas isso deve acontecer de forma sustentável e com total respeito aos recursos naturais do nosso Estado. Até mesmo porque o acesso ao mercado estrangeiro depende dessa postura”, pontua o governador Carlos Henrique Gaguim.

Com o objetivo de fomentar a atividade pecuária no Tocantins, em abril deste ano, Carlos Gaguim esteve reunido, em Brasília, com representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e da província chinesa de Guangdong, para apresentar as potencialidades do Estado a um grupo de empresários chineses do ramo de agronegócio, que tem interesse em investir na produção de arroz e carnes bovina, suína e de aves.

Ações

Outra medida foram os investimentos aplicados em melhoria genética no Tocantins, que resultaram em avanços significativos do rebanho de gado leiteiro e de corte. Os incentivos são voltados a programas de melhoramento genético, desenvolvidos, em todo o Estado, pela Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seagro) e parceiros. A melhoria na criação dos animais é confirmada na região Central.

Um bom exemplo é a Fazenda Giruá, localizada em Aparecida do Rio Negro. No município, foram realizados protocolos em 123 vacas matrizes, por meio da Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF). “Com essa técnica moderna, já nasceram 28 crias. Isso demonstra que as práticas são eficientes”, disse Claúdio Sayão, coordenador de Fomento Animal da Seagro.

Para a diretora de Produção Animal da Seagro, Érika Jardim, as ações de investimentos na pecuária estão mostrando aos produtores tocantinenses a possibilidade de se aumentar e melhorar a criação bovina. “Com o sistema de criação, pode-se expandir o número de prenhezes no período em que o produtor desejar e, ainda, com menor mão-de-obra”, informou.

Exportações

Mesmo com o assombro da última crise financeira que assolou o mundo, o Estado manteve o abate e também sua balança comercial, exportando cerca de 590 toneladas de carne bovina em 2009. A carne tocantinense tem como principais destinos exportadores Argélia, Emirados Árabes, Egito, Hong Kong e Líbano.

Fonte: Secom

Por: Redação

Tags: Adapec, Carlos Gaguim, Mapa, Seagro, campo, Érika Jardim