Geral

Foto: Carlos Manzini Jr.

Motivado pelo crescente número de usuários de drogas na capital o vereador Fernando Rezende (DEM) utilizou a tribuna da Câmara Municipal nesta última semana para alertar a população para o perigo do crack e o descaso com os Conselhos Tutelares de Palmas. Segundo o parlamentar a capital tocantinense figura no primeiro lugar em consumo de crack entre jovens de 14 a 16 anos. Rezende ainda ressaltou que está estudando a possibilidade de entrar como uma ação de responsabilidade civil e criminal contra o prefeito Raul Filho (PT) por omissão no combate as drogas no município. “Estamos realizando um estudo jurídico para propor uma ação civil pública ou ação popular para responsabilizar civilmente e criminalmente os gestores que estão sendo omissos com relação à prevenção das drogas. É responsabilidade do gestor público a assistência aos conselhos tutelares e antidrogas”, disse

Outro ponto levantado por Fernando Rezende foi o descaso do poder executivo municipal com os Conselhos Tutelares. O vereador disse que a prefeitura investe pesado em publicidade e deixa sem uma infra-estrutura digna as sedes dos conselhos. “Não há uma política de investimento para isto no orçamento. A prefeitura gasta cerca de R$ 20 mil por dia com publicidade e destina míseros R$ 14 mil por mês para a estruturação dos Conselhos Tutelares. Entramos em contato com os membros dos conselhos tutelares e vimos que estão sem condições alguma de desenvolver qualquer ação em prol da comunidade. Eles querem vir a Câmara Municipal mostrar a verdade, eles estão pedindo socorro”, disse o vereador.

Blitz

A falta de fiscalização diurna e noturna por parte da Guarda Metropolitana ePolícia Militar também é uma das reclamações do vereador. Rezende diz que com a realização de blitz nos dois períodos, muitos casos envolvendo drogas poderiam ser resolvidos. “É necessário uma atenção conjunta entre os militares e a segurança pública. Sentimos certa omissão por parte da Secretaria da Segurança Pública do Estado e também do Ministério Público na prevenção e punição dos usuários de drogas. A situação que vivemos é dramática. O crack está tomando conta da sociedade e não podemos ficar parados”.

Open Bar

O vereador Fernando Rezende disse que pretende apresentar ainda esta semana, em forma de requerimento ou de Projeto de Lei, a proibição de festas “open bar” (bar livre). Segundo o parlamentar a intenção é combater o abuso de álcool pelos jovens durante as festas. “Essas festas open bar os jovens ingerem uma grande quantidade de vodca com energético, colocando em risco a vida de centenas de pessoas pelas ruas da cidade. Sabemos que muitos destes jovens saem de carro e voltam completamente embriagados podendo cometer até pequenos delitos. Só com medidas drásticas como esta que conseguiremos combater o consumo de álcool na juventude palmense”, declarou Rezende.

Fonte: Assessoria de Imprensa Fernando Rezende