Geral

No sul do Estado do Tocantins, a região turística de Serras Gerais destaca-se pelo conjunto cultural expresso nos elementos arquitetônicos, nas festividades ou nos remanescentes quilombolas das comunidades de Lagoa da Pedra e Kalunga de Mimoso, em Arraias, ou de Lajeado, em Dianópolis. A cidade de Natividade, por exemplo, desponta como um atrativo turístico em si mesmo, permitindo um passeio a era colonial do ciclo do ouro e a festas folclóricas que só existem ali.

Para implantar um sistema de governança do turismo no Estado, com a participação de todos os agentes desta cadeia, o projeto “Revelando Tocantins” está realizando amplo diagnóstico de atrativos, serviços e infraestrutura em quatro regiões turísticas: Serras e Lago, Praias e Lagos do Cantão, Encantos do Jalapão e Serras Gerais. Trata-se de um convênio entre o Ministério do Turismo e a Fundação Assis Chateaubriand (FAC), com apoio da Agência de Desenvolvimento Turístico do Tocantins (ADTUR).

No dia 1 de junho, no Hotel Serra Geral, em Natividade, às 14:30, a equipe do Revelando o Tocantins realiza atividade de mobilização dos atores ligados ao turismo – gestores públicos, iniciativa privada e ONGs - dos municípios de Almas, Arraias, Aurora do Tocantins, Dianópolis, Natividade, Paranã, Rio da Conceição e Taguatinga, que integram a região.O projeto fará um inventário georreferenciado dos atrativos de cada município, do acesso, serviços e infraestrutura turística disponíveis. Aplicará metodologias de análise de hierarquias e viabilidade dos atrativos, facilitando a definição de políticas públicas para o setor, além do desenvolvimento de um sistema que reunirá todas as informações sobre os atrativos, serviços e infraestrutura disponibilizados num site específico sobre o Projeto. Estão previstas ainda ações de capacitação em gestão e oficinas relativas à governança local. O trabalho será realizado em 23 municípios pertencentes às quatro regiões turísticas.

Fonte: Assessoria de Comunicação