Polí­tica

Foto: Divulgação

Antes da reunião peemedebista marcada para a tarde desta quinta-feira, 24, o governador Carlos Gaguim (PMDB), em entrevista coletiva informou que pós a aliança com o PP, esta é a primeira vez que o seu partido se reúne.

O governador destacou que o PMDB possui três candidatos na chapa majoritária, ele e os candidatos ao senado Marcelo Miranda e Leomar Quintanilha. “Esta é uma reunião da executiva do partido, junto com os dois candidatos ao senado”, completou.

Após o encontro da executiva estadual do PMDB, acontecerá a reunião entre o partido e as demais legendas da base aliada de Gaguim para definir, entre outros detalhes, a formação da chapa completa para a campanha eleitoral deste ano. De acordo com o governador, “nesta reunião entre os partidos, deve sair a composição da chapa” que provavelmente será confirmada no próximo dia 30, data da convenção estadual do partido.

O presidente regional da sigla, deputado federal Osvaldo Reis destacou ainda que o principal assunto a ser tratado na ocasião eram os preparativos para a convenção estadual do PMDB que acontecerá no próximo dia 30. No entanto, Osvaldo informou que no decorrer da reunião outras demandas poderão surgir, como a composição das proporcionais e a necessidade de se firmar alianças. “Os assuntos são diversos, vamos discutir”, completou.

Ficha Limpa

Sobre a aprovação da lei conhecida como Ficha Limpa, o presidente do PMDB afirmou que uma possível substituição de nomes na majoritária não deve entrar na pauta no encontro de hoje. Porém, como a gama de assuntos ainda está em aberto, Reis informou que “pode até surgir (na pauta) porque é um fato importante para ser discutido na magnitude das eleições de 2010”.

O presidente destacou ainda, que, mesmo sendo o caso do ex-governador Marcelo Miranda (PMDB) o mais citado pela imprensa, ainda existem outros casos de políticos peemedebistas com problemas na justiça eleitoral. “Nós temos diversos casos que estão sub-júdice, aguardando decisão do STF”, completou.

Proporcionais

Sobre as indefinições na formação da chapa governista nas proporcionais, o presidente afirmou que pretende defender os candidatos do PMDB em todas elas. Ao todo, são 48 vagas na chapa completa para concorrer às eleições. Segundo o presidente, seu compromisso é apenas defender os

“Cada um defende o seu ninho” informou. O presidente destacou ainda que seu compromisso é somente atender a obrigação de garantir os 30% destas vagas às mulheres.