Geral

Foto: Divulgação

Em entrevista ao Conexão Tocantins depois da sessão da manhã desta quarta-feira, 7, na Assembleia Legislativa, a deputada estadual Josi Nunes (PMDB), líder do governo na Casa, informou não conhece nenhum candidato da proporcional governista que pretenda fazer “dobradinha” com o ex-governador Moisés Avelino (PMDB) na campanha deste ano.

A deputada ressaltou que tinha um trabalho muito grande junto com Avelino, mas que, depois das declarações de apoio do político à candidatura de Siqueira Campos (PSDB), os trabalhos foram interrompidos.

Josi destacou que Avelino é do PMDB e sua candidatura foi homologada pelo partido e, no entanto, este ano, o político realizará um trabalho junto com a coligação “Tocantins levado a sério”, que dá suporte ao ex-governador Siqueira Campos (PSDB). “O PMDB não aceita trabalhar junto com Siqueira Campos”, completou.

Sucesso nas urnas

Quando questionada sobre se o ex-governador Avelino seria eleito, mesmo concorrendo sem o apoio de seu partido nas eleições, a deputada preferiu não se posicionar. De acordo com ela , o partido gostaria de trabalhar em prol da eleição de Moisés, “mas na situação que aí está, eu não tenho uma posição definida sobre este quadro”, completou.

A deputada afirmou ainda que o candidato a deputado federal teria todo o apoio do partido, caso mantivesse o apoio ao governador Carlos Gaguim (PMDB) na eleição de 2010. De acordo com a líder do governo na AL, “todos do partido vão trabalhar para eleger os candidatos da base do governador Gaguim”.

Sozinho

Em entrevista no final da manhã desta quarta-feira, 7, ao Conexão Tocantins o deputado frisou que pedirá voto para o ex-governador Siqueira Campos. “Onde tiver oportunidade eu vou pedir”, afirmou.

No entanto o peemedebista ressaltou que não vai prejudicar a campanha do governador Carlos Gaguim, mesmo negando qualquer possibilidade de levar o nome do peemedebista como candidato a governador nos municípios.

Para Avelino, o tempo de “conversar” com o governador e resolver o impasse entre eles já passou. O deputado frisou que não subirá no palanque de Siqueira e que onde “houver possibilidade” acompanhará o partido.

Com esse impasse, o deputado fará uma campanha com dificuldades para se eleger no pleito de outubro.

Oposição não vê problemas

Em entrevista ao Conexão Tocantins, o deputado estadual Osires Damaso (DEM) afirmou que, do lado da coligação “Tocantins levado a sério”, não haverão problemas em fazer campanha conjunta com o ex-governador peemedebista. De acordo com Damaso, que é natural da cidade de Paraiso – mesma cidade de Avelino -, no município “as lideranças não tem problema em apoiar Osires Damaso e Moisés Avelino”. O próprio Damaso afirmou que pretende se aliançar a Avelino para a campanha deste ano.

No entanto, o deputado destacou que este apoio será somente no corpo-a-corpo e em cima dos palanques eleitorais. “Nós não podemos fazer material publicitário em conjunto, pela questão partidária”, destacou, completando que tirando esta questão, não haverão maiores problemas na realização de trabalho conjunto entre a ex-União do Tocantins e Moisés Avelino.

Por: Maria José Cotrim e Phillipe Bastos

Tags: Carlos Gaguim, Josi Nunes, Moisés Avelino, Osires Damaso, Siqueira Campos