Polí­tica

Foto: Dicom/AL

Em entrevista coletiva concedida na sessão ordinária da manhã desta quarta-feira, 4, na Assembleia Legislativa, o deputado César Halum (PPS) destacou a necessidade de se formar um diretório de campanha da coligação “Força do Povo”, em Araguaina. De acordo com o parlamentar, este diretório serviria para acabar com possíveis favorecimentos a candidatos da mesma coligação.

Segundo o deputado, candidatos da coligação estariam sido favorecidos pelos coordenadores da campanha de Carlos Gaguim (PMDB) à reeleição. “Tem uns (candidatos) que se aproximam do governador, que tem privilégios”, completou, afirmando que a instalação do diretório na região norte do Estado acabaria com a prática.

É reconhecido que na região norte do Estado o parlamentar concorre diretamente com o deputado federal e candidato à reeleição Lázaro Botelho (PP). Contudo, Halum, quando questionado sobre quem seria o favorecido pela coligação, preferiu não citar nomes.

Compra de votos

O deputado do PPS comentou sobre a polêmica gerada na última sessão da AL, quando foram levantadas denúncias de compra de votos por parte de ambas as coligações.

De acordo com Halum, esta prática tem se tornado comum principalmente na região de Araguaina, onde se localiza sua principal base eleitoral. “Estou vendo isso aos montes”, completou, dando ênfase que as possíveis compras de votos estariam acontecendo dos dois lados da campanha.

O deputado ressaltou que isto acontece por omissão da justiça eleitoral, que segundo ele, “está mais preocupada com o tamanho dos adesivos, com o volume dos carros de som”, informou.