Estado

Foto: Divulgação
Presidido pelo vice-governador do Estado, Eduardo Machado, ocorreu, na manhã desta quarta-feira, 04, a 26ª Reunião Ordinária do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico (CDE), na sala de reuniões do Palácio Araguaia. O encontro entre os conselheiros, todos representantes de secretarias e federações estaduais, discutiu e colocou em votação mais de 42 casos relativos à empresas instaladas ou que pretendem se instalar no Tocantins.De acordo com Eduardo Machado, o CDE busca viabilizar a implantação de novas empresas no Estado, como indústrias frigoríficas e agroindústrias, de maneira correta e equilibrada, conciliando o empreendedorismo com as diretrizes jurídicas necessárias, trazendo benefícios para os investidores e para todo o Tocantins.Na ordem do dia, estavam incluídas as discussões sobre a regularização e viabilização de propostas empresariais que remetem aos incentivos fiscais ligados ao Proindústria, ao Complexo Agroindustrial e ao Processo Internet. Fizeram parte da pauta, também, a continuidade dos procedimentos sobre lotes industriais (em fase preliminar e habilitatória), propostas de alteração da legislação referente ao setor, aportes financeiros e processos em fase de conclusão para implantação no Estado.

Estiveram presentes, no total, 16 conselheiros e dois empresários, além do vice-governador e presidente do CDE na ocasião, Eduardo Machado. Os órgãos estaduais representados foram a Secretaria da Fazenda (Sefaz); a Secretaria de Planejamento (Seplan); Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas); Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seagro); Secretaria da Indústria e Comércio (SIC); a Federação das Associações Comerciais e Industriais do Estado do Tocantins (Faciet); Federação do Comércio de Bens, de Serviços e Turismo do Estado do Tocantins (Fecomércio); Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Fieto); Assembleia Legislativa e o Ceulp-Ulbra.

Fonte: Secom