Palmas

Foto: Divulgação

Práticas inovadoras adotadas pela Secretaria Municipal de Educação de Palmas foram destaque da última edição da revista de circulação nacional Escola Pública. A edição de julho apresenta Palmas como um exemplo de investimento na educação infantil e em outra reportagem conta a experiência bem sucedida do projeto Conhecendo o Aluno.

Na reportagem que fala da educação infantil, a revista aborda as dificuldades de várias cidades na oferta de vagas em creches e na pré-escola. Palmas é citada como uma exceção à regra, pois na cidade a cobertura para pré-escola, que atende crianças de 4 a 5 anos, é de 87%, índice acima da meta estabelecida pelo governo federal para 2011, que é de 80%.

Já para as creches, a cobertura em Palmas é de 37%, ficando acima dos índices da capital São Paulo, por exemplo, que é de 18%. Em entrevista a revista o secretário de educação do município, Danilo de Melo Souza, explicou que as medidas adotadas pela secretaria como a criação de uma diretoria de educação infantil e a autonomia das escolas em administrar seus próprios recursos contribuíram para que a cobertura atingisse esse índice, que em 2004 era de apenas 4%.

Conhecendo o Aluno

A experiência da Escola Municipal Luiz Nunes de Oliveira também foi tema de reportagem na revista. Localizada na zona rural de Palmas, a Luiz Nunes desenvolve, desde de 2008, o projeto Conhecendo o Aluno que tem o objetivo de fazer com que a escola conheça a realidade de cada aluno.No projeto a equipe escolar visita as casas dos alunos, conhecendo as dificuldades enfrentadas por eles no trajeto até a escola.

Durante os encontros bimestrais, as famílias e os funcionários participam de um almoço com apresentações culturais.De acordo com o secretário Danilo de Melo o sucesso do projeto é fruto da dedicação dos professores e da autonomia escolar. “A secretaria aumentou o poder de decisão das escolas que podem decidir em que devem empregar sua verba.

Isso contribuiu para que os educadores adotassem estratégias inovadoras para melhorar o desempenho dos alunos”, explicou.Além da revista “Escola Pública” a experiência da Luiz Nunes já foi relatada em fóruns de educação em nível estadual e federal.

Fonte: Ascop