Polí­tica

Foto: Divulgação

O governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB) está reunido na manhã desta quinta-feira, 19, com candidatos da coligação Força do Povo e presidentes de partidos.

Durante toda a manhã o candidato vai discutir estratégias de campanha bem como a divisão de bases eleitorais no grupo.

Em entrevista antes do evento, Gaguim afirmou que até o dia das eleições receberá 30 adesões de candidatos e membros do grupo do ex-governador e candidato da Tocantins Levado a Sério, Siqueira Campos (PSDB).

“Serão cerca de quatro a cinco adesões por semana”, disse. Falando sobre a campanha, Gaguim disse o grupo trabalhará a eleição de pé no chão. “ Nossa campanha não é milionária, é pé no chão”, disse.

O governador mencionou ainda que está conciliando as atividades de campanha com o governo. “Hoje mesmo antes de vir para cá estava reunido no palácio”, afirmou.

A meta do grupo, como disse o governador, é eleger 20 dos 24 deputados estaduais e sete das oito vagas à Câmara federal.

Críticas ao horário eleitoral

Em outro momento da entrevista o governador falou sobre seu programa eleitoral. “Estamos focando no que vamos fazer, nos projetos”, disse.

O peemedebista criticou o programa de Siqueira que mostra obras construídas pelo tucano quando era governador. “Ele fez mais que Deus”, ironizou, acrescentando que das obras mostradas no programa 90% foram do governo federal. “Apenas 10% foi do Estado”, disse.

À tarde Gaguim reunirá os prefeitos da base de apoio. São esperados 96 e novas adesões, conforme as informações.