Polí­tica

Foto: Divulgação

O senador João Ribeiro (PR) que tenta reeleição no grupo do ex-governador Siqueira Campos (PSDB) começa a ganhar espaço no grupo do governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB).

Mesmo depois do senador de romper com Gaguim, nos próximos dias alguns deputados devem declarar apoio a ele, como afirmou o deputado do PMDB, líder de bancada do partido Iderval Silva (PMDB) ao Conexão Tocantins.

Iderval tem apoio declarado a Ribeiro e ao colega de partido, ex-governador Marcelo Miranda. “O João esteve conosco como nosso candidato e com o andamento da campanha fomos ficando mais próximos”, disse o deputado.

Para o peemedebista, Ribeiro tem muita amizade dentro do partido e deve ganhar mais apoios. Questionado se esse apoio não prejudica a candidatura de Gaguim o parlamentar disse que não. “Não prejudica de jeito nenhum essa questão do Senado já está bem definido”, disse.

O deputado estadual Eli Borges (PMDB) também segue com apoio para Ribeiro. No grupo de deputados de Gaguim já há apoio dividido para o Senado também entre os parlamentares da sigla.

Paulo Roberto, Stalin Bucar e Pedro Lima também trabalham em torno do nome do senador.

O presidente do PMDB e deputado federal, Osvaldo Reis também apoia Ribeiro para o Senado.

Sandoval reclama

O Conexão Tocantins entrou também em contato com o deputado Sandoval Cardoso (PMDB) que afirmou respeitar a aliança que foi feita em torno do governador.

No entanto, o deputado disse que está faltando comunicação entre Marcelo e ainda Paulo Mourão (PT) com os deputados. “Não houve diálogo dos senadores com os deputados, estamos aguardando que venham pelo menos pedir o voto”, disse.

Sandoval disse que há um distanciamento dos senatoriáveis com os deputados da base. Questionado se há possibilidades de seguir Iderval e Eli e apoiar Ribeiro, ele disse que as possibilidades não podem ser descartadas porém pretende seguir a orientação partidária. “Tenho admiração e respeito pelo trabalho do senador ele é um bom parlamentar mas acredito na união do grupo”, disse.

Apoio casado

Durante encontro com prefeitos ontem, o grupo de Gaguim reforçou a necessidade do voto casado, uma das principais dificuldades dentro do grupo entre os gestores. O maior exemplo nesse sentido é o prefeito de Palmas, Raul Filho (PT) que tambem apoia Ribeiro ao invés de Mourão. A segunda vaga, segundo ele disse ontem ao Conexão Tocantins, ainda não definiu quem apoiará.

Mourão em seu discurso ontem admitiu que até hoje ainda tem dificuldades para lidar com sua candidatura. Já Marcelo se mostra confiante no aval do TSE para seguir com a candidatura.