Polí­tica

Foto: Marcelo de Deus

O governador e candidato à reeleição, Carlos Henrique Gaguim (PMDBB) inaugurou um comitê na Arno 31 na noite desta terça-feira, 24, junto com os candidatos ao Senado na coligação e ainda com proporcionais.

Antes do discurso, Gaguim comentou ao Conexão Tocantins sobre o resultado da pesquisa Ibope/Tv Anhanguera que mostrou vantagem sobre o adversário, Siqueira Campos (PSDB). “Mostra o resultado do nosso trabalho e a aceitação do povo à nossa campanha”, disse o candidato, que afirmou também no discurso que pretende ganhar com 80% dos votos. “Nós vamos ganhar com 80% dos votos”, disse.

Para Gaguim, a pesquisa aumenta sua responsabilidade e propostas com a população. No palanque, Gaguim fez discurso relembrando os anos iniciais na capital e ainda exaltando ex-governador Marcelo Miranda (PMDB). “Marcelo fez e mudou a cara desse Estado”, frisou completando também que o peemdebista “instaurou a democracia no Estado”.

O governador pediu ainda o voto casado na chapa. “Vamos ter a maior votação desse Brasil”, disse.

Das propostas, o governador mencionou pela primeira vez em palanque que pretende construir um hospital do Câncer em Palmas.

Adesões

Depois de declarar que pretende receber mais de trinta adesões até o dia das eleições, indagado sobre o assunto, Gaguim disse que receberá apoio de Siqueiristas apenas na próxima semana.

Dentre os nomes está o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária, deputado federal, Júnior Marzola (DEM) e também candidatos das proporcionais de partidos da coligação Tocantins Levado a Sério.

Críticas

No palanque não faltaram críticas ao ex-governador Siqueira Campos e ao programa eleitoral do tucano que mostra algumas obras e realizações que ele fez em Palmas. “Quem é o criador é Deus”, afirmou . “Ele falou que fez 50 mil casas, quem fez o Marcelo”, disse.

Gaguim teve ainda na noite de hoje reunião com servidores públicos e com pastores.

Marcelo e Mourão

Os dois candidatos ao Senado tiveram no foco do discurso as críticas ao ex-governador. Mourão chegou a falar que o povo não quer mais a ditadura e precisa de liberdade.

Já Marcelo criticou o fato do programa de Siqueira mostrar obras do tucano.