Estado

Foto: Divulgação

Os moradores de Goiatins e Filadélfia, no Tocantins, e de Carolina, no Maranhão, foram os que mais recentemente descobriram ou reviveram a emoção do cinema, por meio do Cine Ceste, ação promovida pelo Consórcio Estreito Energia - Ceste, nos municípios da área de abrangência da Usina Hidrelétrica Estreito - UHE Estreito. Promovido em parceria com as Prefeituras Municipais e a Cepar Cultural, empresa de assessoria cultural, o projeto contabilizou a exibição de 91 sessões gratuitas com 7.162 expectadores.

O Cine Ceste fez a diferença paras as comunidades dos 12 municípios abrangidos pela UHE Estreito, já que os cinemas mais próximos ficam em Araguaína e Imperatriz, cidades pólos dos estados do Tocantins e Maranhão, respectivamente.

Aos 70 anos, o carpinteiro Manoel Rodrigues da Silva, com o seu copo de guaraná e o saco de pipocas, aguardava o início da sessão do Cine Ceste, em Filadélfia. Ele conta que desde 1971 não tinha a oportunidade de assistir a um filme no cinema. “Achei muito boa essa iniciativa do Ceste”, opinou.

De acordo com o último Anuário de Estatísticas Culturais realizado pelo Ministério da Cultura, somente 8,7% dos municípios brasileiros possuem cinema e a região Norte é a que reúne o menor número de salas de exibição no país: apenas 60 cinemas.

Para a diretora de Socioeconomia do Ceste, Norma Villela, não há dúvidas da importância de um projeto social e cultural como o Cine Ceste. “Esta é mais uma, das muitas ações realizadas na ótica do compromisso e da responsabilidade social do Ceste com a região onde a UHE Estreito está inserida. Foi um belo projeto. Cultura e arte também são essenciais no dia a dia das pessoas”, avaliou.

Realizado durante todo o mês de agosto, além do público em geral, o Cine Ceste mobilizou 41 estabelecimentos de ensino público e particular e teve como palco o Cinetransformer, um caminhão com toda a estrutura de um bom cinema, que ficou estacionado em locais públicos de cada município, onde foram realizadas até cinco sessões diárias.

A estrutura ofereceu aos expectadores uma sala climatizada com capacidade de acomodar 92 pessoas, banheiros, rampa para acesso às pessoas com deficiência e balcão para distribuição de pipoca e refrigerante. Na lista de filmes, sucessos do cinema nacional e mundial, como “Cristina quer casar”, “Ratatouille”, “Happy Feet: O Pinguim”, “Transformers 2”, “A Batalha dos Vegetais”, “X-Men Origens: Wolverine”, “Alvim e os Esquilos 2” e “Exterminador do Futuro – A Salvação”.

Antes dos filmes, o Ceste apresentou um vídeo com informações sobre as obras e as ações ambientais e sociais realizadas pelo Consórcio. Durante as sessões matinais o mascote Usininha esteve presente, interagindo com as crianças e aproximando a comunidade do empreendimento. Ao longo de todo dia, a equipe do Ceste Móvel, o Centro de Informação Itinerante, acompanhou as sessões e esteve à disposição da comunidade para continuar prestando informações sobre a Usina de Estreito e o Cine Ceste.

Para o prefeito de Filadélfia, Cleber Gomes, o projeto foi uma ótima oportunidade de despertar nos jovens o espírito de valorização à cultura e também de conhecer um cinema. “O projeto me fez lembrar o Cine Coimbra que funcionou há muito tempo em Carolina e como era bom ir até lá. O Ceste está de parabéns”, afirmou.

Em Carolina, o funcionário público federal, Francisco Marques, foi com esposa, filhos e netos assistir a uma das sessões do Cine Ceste. Ele não economizou elogios ao projeto. “Esta é uma ação muito boa, que proporciona a alegria das crianças e provoca até mudança no comportamento delas pra melhor. Eles têm aqui um aprendizado para a vida toda”, disse.

Representante da Cepar Cultural no Cine Ceste, Cristiano Amorim, assegurou que a parceria com o Ceste foi extremamente positiva. Ele comenta que há cerca de seis anos realiza esse trabalho pelo país, mas que sempre é surpreendido por histórias emocionantes como a de uma moradora de Babaçulândia, que após uma sessão, com lágrimas nos olhos, foi agradecer pela oportunidade de conhecer um cinema aos 70 anos.

Fonte: Assessoria de Imprensa/Ceste

Por: Redação

Tags: Carolina, Cine Ceste, Filadélfia, Goiatins