Polí­tica

Foto: Divulgação

A Associação Tocantinense de Municípios entregará uma carta de demandas das prefeituras ao governador eleito, Siqueira Campos (PSDB) assim que ele assumir o governo. Dentre as principais demandas que a entidade pleiteia está a distribuição do ICMS e ainda a realização de convênios.

Durante a campanha a entidade não fez nenhuma carta de compromisso com nenhum dos candidatos ao governo, mas o presidente, Valtenis Lino (PMDB) apoiou a candidatura de Siqueira. Em entrevista ao Conexão Tocantins nesta quarta-feira, 6, o peemedebista afirmou que a expectativa para o governo de Siqueira é que ele esteja aberto para resolver as principais demandas.

“Os municípios estão morrendo, nem o Marcelo (Miranda ex-governador) nem o (Carlos) Gaguim cumpriram os compromissos conosco. No novo governo vamos sentar e discutir as demandas porque hoje nossos municípios não estão aguentando mais a falta de socorro”, frisou.

Segundo Valtenis, a associação está abandonada. “O atual governo não fez nenhum projeto para a Associação e não atendeu nossa carta que entregamos assim que ele assumiu”, salientou.

O presidente criticou ainda a Caravana Acelera Tocantins, o programa de governo voltado para levar convênios aos municípios. “Isso foi só ação eleitoreira, tanto é que não trouxe resultado nenhum, nem ajudou em nada os municípios”, disse.

Cobranças

Valtenis afirmou que embora tenha apoiado Siqueira na eleição vai cobrar resultados para as demandas. “Vamos continuar fazendo nosso trabalho cobrando do governo o que é de responsabilidade dele. Ele (Siqueira Campos) prometeu sentar com a ATM e colaborar com aquilo que é melhor para os municípios”, pontuou.

O peemedebista acrescentou também que “a instituição não é aliada de nenhum grupo político”, disse.

Saída do PMDB

O prefeito comentou ainda sobre rumores de que ele pretende deixar o PMDB e ir para outro partido. “Não estou pensando nisso, minha intenção é continuar ajudando o partido para ele crescer”, afirmou.