Polí­tica

Foto: Divulgação

Ainda falta pouco mais de dois meses para o início do governo do governador eleito, Siqueira Campos (PSDB), no entanto as composições para a nova administração já começam a ser analisadas.

Siqueira já afirmou e também o ex-senador Eduardo Siqueira (PSDB), que todos os partidos que ajudaram na eleição vão participar do governo. No entanto, não houve pré-acordo nem negociação para a indicação de cargos, segundo informou ao Conexão Tocantins o vice eleito, João Oliveira.

“Sobre como vamos participar do governo é o governador que vai dizer, depende da consciência do governo”, frisou em entrevista. Oliveira explicou que ainda não há nada acertado e que aguarda que Siqueira chame a senadora Kátia Abreu (DEM) para definir como o partido vai integrar o novo governo.

“Nós apoiamos o governador de corpo e alma, temos a certeza que seremos valorizados, estamos à disposição aguardando a orientação do novo governo, não acertamos detalhes sobre isso”, frisou. Oliveira afirmou ainda que como vice está disposto a ajudar de maneira intensa na administração.

“O vice tem que ter cautela, pretendo estar ativo no trabalho como sempre fui”, salientou. Oliveira retorna à Câmara Federal no dia 22 de outubro, atualmente o suplente, Júnior Marzola (DEM) ocupa a vaga.

Composição para o governo

Siqueira já afirmou em entrevista coletiva que vai escolher sua equipe valorizando os aliados mas sem indicação de partidos. O governador eleito afirmou que terá critérios para selecionar os nomes do primeiro e segundo escalão. “Quero formar a melhor equipe”, frisou.