Polí­tica

Foto: Divulgação

Em entrevista concedida durante a interrupção da sessão ordinária na tarde desta quarta-feira, 20, o deputado Eduardo do Dertins (PPS) afirmou que a Assembleia Legislativa precisa de maior autonomia financeira. No entanto, segundo ele é preciso estudar a Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2011 com muito cuidado.

O deputado afirmou que entende ser necessário que cada deputado analise a lei ponto a ponto “para que se chegue a um equilíbrio entre os poderes”.

O deputado ainda destacou uma necessidade de se avaliar o impacto administrativo que os aumentos propostos pela LDO 2011 poderão trazer para o ano que vem. “É necessária uma análise administrativa, para se fazer o que é melhor para o povo”, completou.

Dertins afirmou que o orçamento proposto pela LDO servirá para trazer benefícios ao povo do Tocantins, através do fortalecimento dos poderes Legislativo e Judiciário. “Saímos de uma eleição onde propusemos projetos que entendemos ser melhor para o povo tocantinense. E o orçamento estadual é um reflexo disso”, informou.

Bancada governista

Mesmo derrotado nas urnas, o governo de Carlos Gaguim (PMDB) estará bem representado na Assembleia Legislativa, segundo do deputado do PPS. É que das 24 cadeiras disponíveis no plenário, 15 foram ocupadas por deputados eleitos pela base governista e 9 pela atual oposição.

Sobre uma possível debandada de deputados para a base do novo governo que se aproxima, o deputado afirmou que não considera ético, mas não descarta a possibilidade de isso acontecer. “Eu não acho correto isso (mudança de base dos deputados). Isso não é uma escolha do deputado, mas sim, uma escolha do povo”, completou.