Polí­tica

Foto: Dicom/AL

O deputado José Geraldo de Melo (PTB) afirmou, durante um breve pronunciamento no plenário da Assembleia Legislativa na manhã desta quinta-feira, 21, que pediu explicações do governo do Estado em relação a uma suposta denúncia de paralisação nos serviços de transporte estudantil no Tocantins.

O deputado destacou que pretende apresentar um requerimento em regime de urgência na próxima sessão, pedindo esclarecimentos do governo com relação à paralisação. “São 135 rotas de transporte escolar que estão paralisadas por falta de pagamento”, completou.

José Geraldo afirmou que a empresa Ponte Alta, conveniada com o governo do Estado está com os trabalhos parados por falta de pagamento. O deputado afirmou que a empresa alega não receber os pagamentos desde o dia 13 de outubro.

Segundo o deputado, com a paralisação do serviço pago pelo Estado, os transportes oferecidos pelas prefeituras ficam sobrecarregados, inviabilizando a chegada dos estudantes às salas de aula. “As prefeituras ficam sobrecarregadas e não tem condições de atender as demandas dos alunos da rede municipal e estadual, sem esse convênio”, alegou.

Fazendo parte da mesa diretora na sessão desta quinta, o deputado aproveitou seu pronunciamento para antecipar a apresentação do requerimento e cobrar da líder do governo, deputada Josi Nunes (PMDB) um posicionamento do Palácio Araguaia com relação ao assunto. “Já peço à líder do governo que busque essas informações traga para a sessão para que a gente não precise apresentar este expediente”, afirmou.